A cultura do medo

“Caro Diego Maia: depois de 10 anos no mercado corporativo, estou a 1 ano trabalhando em uma equipe de cozinha de restaurante. Me assusto a cada dia com a falta de profissionalismo desse mercado onde ainda impera a “cultura do medo”. 

O pior é que meus chefes acham isso o máximo. Como começar a explicar que constranger os funcionários na frente da equipe não surte reações positivas?”

Este é o e-mail do Pedro, mas poderia ser seu.  Ele trabalha em um restaurante, mas a reclamação sobre falta de profissionalismo poderia ser aí, no seu ramo, no seu segmento.

Ele fala de uma tal “cultura do medo”, fato que é muito comum. Tais situações estão por aí, em todo canto. E em geral existe por conta de um grande motivo (continue lendo):

A CRISE QUE AFETA AS LIDERANÇAS!

Isso é muito grave. Tem muita gente que lidera achando que o melhor método é o da pressão e do chicote. Pessoas são a base de tudo e querem fazer parte do todo, não querem ser apenas uma peça.

Constranger funcionários na frente dos outros é algo tão obsoleto… Mas se eu te falasse que isto está acontecendo neste momento em milhares de empresas você acreditaria?

As empresas precisam de um choque em suas lideranças. E de muitos volts!

Um bom livro e um bom curso sobre o tema pode cumprir este papel. Esta é a melhor forma que o Pedro tem para dar um toque no chefe sem ficar mal na fita. Que tal presenteá-lo?

Pense nisso, me siga no Facebook e no Twitter e me escute no rádio:

  • Rio de Janeiro: Rádio MPB FM (90,3) de segunda a sexta, 8h e 18h.
  • Salvador-BA: Rádio A TARDE FM (103,9), de segunda a sexta, 14:26h e 20:57h
Powered by Rock Convert

Veja pode se interessar também por estes posts:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.