…“A oportunidade passou na minha mão e eu não peguei”…

Foi-se o tempo em que dominar um segundo idioma era um “plus” no currículo.

Uma recente pesquisa da Michael Page revelou que apenas 37% dos diretores e gerentes brasileiros têm pleno domínio do idioma inglês. Entre os profissionais de carreiras técnicas e de suporte, a fluência em inglês é ainda mais fraca: só 27% possuem essa habilidade.

Apesar de muito ruim, o desempenho dos brasileiros nesse quesito é o segundo melhor da América Latina, perdendo apenas para o México – onde 52% dos executivos dominam o inglês. Atrás do Brasil aparecem Argentina e Chile.

Dos 5 000 brasileiros avaliados, 3 000 são de alta gerência e 2 000 de suporte à gestão/ carreira técnica.

Foi-se o tempo em que dominar um segundo idioma era um “plus” no currículo. Agora, é imprescindível!

Por estes dias, ouvi um papo de corredor em que um colega falava justamente isto com o outro, que respondeu: “rapaz, aqui na empresa a gente não precisa falar inglês, não vai usar nunca. Nossos clientes falam errado, nem português a gente precisa falar direito”.

Repare na miopia corporativa. Não é porque você trabalha em uma empresa ou exerce um cargo que não exige um segundo idioma que você não tem que se preparar.

Ninguém sabe o dia de amanhã! Com as Olimpíadas no Rio de Janeiro em 2016, muita gente vai perder boas oportunidades por não dominar uma segunda língua.

Aí, vai falar como muitos: “a oportunidade passou na minha mão e eu não peguei”. Mudar este cenário só depende de você.

Pense nisso, lute contra o comodismo e esqueça os pessimistas. Invista em você!

Abraços do Diego Maia!

Powered by Rock Convert

Veja pode se interessar também por estes posts:

Uma ideia sobre “…“A oportunidade passou na minha mão e eu não peguei”…

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.