Ao gestor não cabem decisões convenientes

Procrastinar decisões é o caminho mais fácil para o fracasso.

“Olá, Diego. Escrevo este e-mail com dó no coração. Hoje tive que mandar embora um funcionário muito querido. Ocupava o cargo de gerente. Já há algum tempo ele vinha fazendo coisas ruins na condução da minha empresa.

Leia também: Três erros que até os melhores líderes cometem

Perdeu o moral perante seus funcionários. Tomou iniciativas condenáveis, aprovou orçamentos prejudiciais e deficitários… enfim, uma avalanche de situações tristes e comprometedoras.

Leia também: Três passos para estimular sua equipe

Só que ele vestia a camisa, defendia a empresa com unhas e dentes, parecia ter se encontrado. Será que fiz certo? Será que perdi um bom profissional? Eu tentei conversar, dar feedback, mas…”.

Este é o relato da empresaria Rosana Costa, do Rio de Janeiro. Confira minhas respostas…

Rosana: ao empresário não cabem decisões convenientes. Mas, sim, decisões rápidas e corretas que garantam a saúde da empresa.

Erros acontecem, falhar é humano. Mas quando o erro pode abalar as estruturas, precisa ser corrigido logo e rápido. Ainda mais quando se trata de um cargo estratégico.

Já vi estes filmes muitas vezes. Tem muita gente que veste a camisa, mas faz gol contra… Aí complica. Estamos vivendo um cenário de alta competitividade. Procrastinar decisões como esta posicionam a empresa no caminho certo para o…. Fracasso.

Agora é recuperar o tempo perdido, resolver os problemas deixados pelo antigo gerente e focar.

É difícil mesmo. Mas quem te falou que seria fácil montar uma empresa, mentiu.

Desejo sucesso!

Pense nisso e me siga no Facebook e no Twitter.

Veja pode se interessar também por estes posts:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *