Não dá para inovar quando o básico não é feito!

Investir no treinamento dos funcionários é um ótimo começo.

Não dá para inovar quando o básico não é feito!

Outro dia visitei uma empresa que se dizia “inovadora”. Esta expressão é estampada em toda sua comunicação interna e externa.  Pensei que veria data centers, servidores virtualizados, ótima infraestrutura de tecnologia de informação, uma posição diferenciada na internet ou mesmo um atendimento diferenciado aos clientes… mas o que vi era oposto:

  • “servidores” e computadores com Windows pirata;
  • funcionários sem qualquer capacitação para atender clientes;
  • funcionários são contratados e não passam por qualquer tipo de ação de treinamento (mesmo que não seja a perfeita);
  • e até mesmo o simples gesto de não atender ligações de clientes e prospects (ou deixar tocar mais de 10 vezes “porque estou ocupado”).

Leia também: O sucesso empresarial está ligado diretamente a Inovação e ao Marketing

Conheço inúmeras empresas que se dizem inovadoras, mas que a  cultura é a seguinte, chegue no horário, trabalhe calado, não reclame do salário nem peça aumento, as ideias novas deixe pra depois, concentre no trabalho”.

Leia também: Superar as expectativas dos clientes é imprescindível

Como pode se auto-proclamar “inovadora” uma empresa que age assim?

Não podemos dizer que estes empresários estão errados (só eles sabem as dificuldades para chegar até os dias de hoje), mas querer inovar em empresas como estas é “dar murro em ponta de faca”.

Leia também: Inovação é dizer não para mil coisas!

Mas a ideia do dia é essa: “Não dá para inovar quando o básico não é feito!”

Veja pode se interessar também por estes posts:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *