Quatro sentimentos que distinguem o bom do mau gestor

Dar suporte e ferramentas para um trabalho de qualidade é o caminho.

De uns tempos para cá tenho perguntado informalmente para funcionários das empresas que me contratam para palestras, o que eles esperam de seus gestores. Afinal, que sentimentos distinguem o bom do mau gestor?

Nessa brincadeira já ouvi de tudo. Tem gente que espera que o gerente seja mandado embora, que ele morra e desapareça. Tem muita gente que não gosta ou não se dá bem com o gestor imediato.

Mas tem também muitas respostas positivas.

Leia também: As 5 bases da liderança 

Eu já ouvi funcionário falar que espera que seu gestor dê suporte e ferramentas para um trabalho de qualidade. Que seja companheiro e parceiro nas horas boas e também nas horas tristes. Que jamais deixe de lado o que não produz; que esteja ciente que, por vezes, mesmo o profissional mais experiente pode dar uma escorregada e que, por isso, precisa ainda mais de orientação.

Esse cenário seria, certamente, o melhor dos mundos. Mas é bom a gente ter em mente que não existe gerente perfeito e que ser elogiado pela equipe é apenas um dos diversos indicadores necessários para medir se uma pessoa é boa ou não de liderança.

Leia também: Três erros que até os melhores líderes cometem

Quer ver quatro sentimentos que distinguem o bom do mau gestor?

  • Saber separar o estilo “família” do trabalho (a razão da emoção);
  • Entender que TODOS os colaboradores precisam produzir e entregar resultados. Por mais operacionais que sejam! E devem ser reconhecidos por isso. Esta deve ser sua maior meta;
  • Compromisso “de carne” com os números e metas que precisam ser atingidos;
  • Senso de urgência! De rapidez! De velocidade!

Quem deixa para amanhã o que pode e/ou deve fazer hoje apresenta o sinal da síndrome da “gerentice”. Pensa que é ou que pode ser gerente. Mas gestor de sucesso é aquele que entrega, que faz.

Leia mais aqui embaixo!

Como ser um líder excepcional

Fui promovido a um cargo de liderança. E agora?

Liderança e alta performance podem caminhar juntas

Gostou? Aproveita e me adicione lá no Facebook e no LinkedIn.

Veja pode se interessar também por estes posts:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *