Envolvido ou comprometido: quem é você?

Os apenas envolvidos passam. Os comprometidos deixam um legado.

A melhor diferença que ouvi até hoje entre profissionais ENVOLVIDOS  e profissionais COMPROMETIDOS faz uma comparação simples através de um prato de ovo com bacon:

“A galinha estava envolvida com o processo enquanto o porco estava comprometido”.

Faz sentido pra você?

Estar comprometido com a empresa ou com uma causa é fazer de tudo para ver aquilo acontecer com a maior brevidade e competência possível. No fim das contas é o profissional genuinamente comprometido que cresce na carreira.

Já uma pessoa apenas “envolvida” leva a vida ao estilo “está ruim, mas está bom”. Cumpre “apenas” o seu horário, faz – quando muito – o que lhe é pedido. Separa com máximo perfeccionismo “os assuntos da trabalho” dos “assuntos da vida”: a empresa pode estar pegando fogo, mas ela não atende o celular porque está em seu horário de lazer.

Pessoas envolvidas são “mornas”. Estão sempre em cima do muro, fofocam, falam mal da empresa, criam picuinhas, contam as horas trabalhadas, fazem as coisas de qualquer maneira, não tem capricho, não se interessam verdadeiramente pelos outros, reclamam de novas diretrizes.

Já as pessoas comprometidas não têm meio termo. Ou elas são ou não são. Ou servem ou não servem. Ou querem fazer algo ou não querem. Os comprometidos agem, erram, reconhecem que erraram, tentam novamente, ajudam os outros, são detalhistas, são perfeccionistas, estão sempre buscando o melhor, abraçam a mudança para que possam ser melhores sempre, focam no resultado, sabem que os fins justificam os meios e que nem sempre irão agradar a todos os demais.

Os apenas envolvidos passam. Os comprometidos deixam um legado.

Qual deles é você?

Me adicione no Facebook, no Instagram e no Linkedin

Veja pode se interessar também por estes posts:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.