Descomplique a vida de seu cliente

As pessoas estão muito ocupadas. A tecnologia, que poderia ser um caminho para que não estivéssemos tão mergulhados em tarefas, age ao contrário.

Parece sempre que temos mais trabalho, mais coisas pendentes, mais um monte de aplicativos para administrar….

Esta é a realidade, quer a gente queira ou não.

Então qual é o trabalho das empresas? Ou melhor, o que as empresas, profissionais liberais e prestadores de serviços devem fazer diante desta situação?

Não complicar a vida do cliente.

Leia também: Superar as expectativas dos clientes é imprescindível 

É dever das empresas reduzir a complexidade, focar o que é relevante e facilitar as coisas.

É muito desagradável para um cliente ter que se adequar àquilo que a empresa pensa que é o correto, como por exemplo, obrigá-lo a preencher infindáveis formulários, providenciar cópias e mais cópias de documentos, visitar diversos postos de atendimento ou fazer qualquer coisa parecida quando ele precisa resolver um problema.

Leia também: Afinal o que o cliente quer? Preço ou qualidade? 

É o cliente que paga os salários de todos em uma empresa. Nós não podemos esquecer disso jamais!

Aproveite e me adicione no Facebook e no LinkedIn.

Vendedora vai a justiça para cobrar gastos com maquiagem

Olha essa notícia: uma vendedora de uma famosa loja de departamentos acionou a empresa na justiça argumentando que teve gastos com maquiagem e sapatos porque o kit fornecido a cada 6 meses pela empregadora era insuficiente para o uso neste período.

A pendenga chegou a Brasília, no TST, que deu causa ganha para a vendedora, que vai receber 100 reais por ano de trabalho pelos gastos com maquiagem e outros 180 reais pelos 2 pares de sapatos.

O mais impressionante nessa história é que ela trabalhou na loja por (apenas) um ano e meio!

As lições desse caso são duas, a meu ver: a primeira para as empresas que não dão suporte à sua equipe para a executar suas funções.  Ora, se você quer ver o seu time ganhar, precisa oferecer as condições materiais de que precisa para superar obstáculos e alcançar as metas.

A outra lição desse caso é para o profissional: quanto de você ou da sua remuneração você investe em si mesmo para alavancar seus resultados?  Você cobraria a maquiagem que usa para impressionar positivamente um prospect?  Você cobraria o sapato que gastou para andar atrás do cliente?

Este é um bom exemplo de caso que deveria ser tratado nos corredores da empresa e não nos tribunais mais altos do poder judiciário. Bom senso é, sim, uma característica decisiva para o sucesso profissional.

Pense nisso e me adicione no Facebook e no Instagram.

1o. de outubro: dia internacional do vendedor

Hoje é primeiro de outubro. Um dia, para mim, muito especial.  Ao mesmo tempo que completo 15 anos a frente do CDPV, que originalmente significa “Centro de Desenvolvimento do Profissional de Vendas”, é nesta data que comemoramos o dia de uma das mais antigas profissões do mundo.

Vamos ver se você adivinha de que profissão eu estou falando:

>> Hoje é dia daquele profissional que enverga mas não quebra;

>> É dia daquele que não desiste fácil da luta, que é resistente mesmo quando tudo em volta está pressionando.

>> Hoje é dia daquele profissional que não desiste fácil das coisas e que não se dá por convencido quando tem um “não” como resposta de suas perguntas.

É no dia primeiro de outubro que comemoramos o DIA INTERNACIONAL DO PROFISSIONAL DE VENDAS, profissão que, para mim, é a mais importante dentro da maioria das empresas.

Se não, vejamos:

>> cliente é importante;

>> produto é importante;

>> tecnologia é importante;

>> propaganda é importante;

>> preço é importante…

Mas VENDAS é mais importante do que tudo isso junto. Nada, mais nada acontece em uma empresa até que uma venda seja feita.

Você pode ter a melhor loja, a melhor proposta e o melhor serviço, mas se isso não vende, onde você vai parar?

Então hoje é dia de você parabenizar e reconhecer o trabalho de todo vendedor que você conhece. O bom vendedor é um pouco de terapeuta, psicólogo, padre, professor, adivinho, mágico e tantas outras. Parabenize-os nesta data!

E se você é um dos nossos, parabéns pelo seu dia, vendedor! Receba um forte abraço deste seu colega de profissão.

Aproveite e me adicione no Facebook e no Instagram.

Charles Chaplin foi um grande exemplo de resiliência

Quais as chances de um menino de rua praticamente sem escolaridade, com uma mãe que chegou a se prostituir, tornar-se o ator e diretor mais famoso de Hollywood? Charles Chaplin é, sem dúvida, um dos maiores exemplos de resiliência.

Chaplin tinha tudo para dar errado na vida. Não teve apoio, mas confiou na sua capacidade. De acordo com Paulo Sabbag, professor da FGV e autor do livro “Resiliência”, a obra de Chaplin  é quase uma catarse. “Por isso os bêbados (a mãe) e os meninos de rua (ele mesmo) em seus filmes” revelou em recente entrevista.

De acordo com Sabbag, a resiliência apontada em Chaplin é um conceito psicológico emprestado da física. Por definição, é a capacidade de o indivíduo enfrentar situações extraordinárias, seja o sucesso ou a perda, em situações com grande estresse.

Para medir o nível da resiliência, Sabbag desenvolveu uma pesquisa científica e criou uma escala. Nessa espécie de termômetro, a cantora Amy Winehouse é um exemplo de baixa resiliência ao lidar com o sucesso – e não com a perda, caso mais comum. Ela era talentosa, bem educada, obteve fama e sucesso muito cedo e, a partir daí, entrou em uma espiral de autodestrutividade.

A boa notícia é que a resiliência não é uma questão de personalidade, mas uma competência a ser desenvolvida, que sofre mais influência da cultura e do ambiente. Ela pode ser apreendida, com estímulos da educação recebida pela família, pelo contexto escolar ou pela trajetória de cada um. A má notícia é que, mesmo aprendida, a resiliência não é duradoura e varia ao longo da vida. Ou seja, precisa ser cuidada sempre.

Quando vemos uma criança brincando que cai e se machuca, se ela começa a chorar, mas logo esquece o incômodo e volta a brincar, esse já é um sinal de resiliência. Por essa razão o aprendizado nessa idade é tão intenso: as crianças são bastante resilientes.  E você?

Me adicione no Instagram, basta clicar aqui. 

Quanto mais eu trabalho mais sorte eu tenho

A cada dia, tenho mais convicção na frase “quando mais eu trabalho mais sorte eu tenho”. Sabe por que? Porque não é sempre que o sucesso vem fácil. Na maior parte das vezes, ele só dá as caras depois de muito esforço e muitas tentativas fracassadas. A regra é bem ilustrada por uma frase de Winston Churchill: o sucesso é ir de fracasso em fracasso sem perder entusiasmo”.

Temos inúmeros exemplos de pessoas que se deram bem na vida – mas não sem antes passar por bons bocados.

A primeira vez que o ator Harisson Ford apareceu no cinema foi para fazer um pequeno papel em “O Ladrão Conquistador”, de 1966. Da estreia, no entanto, não vieram grandes oportunidades para o ator. Com uma esposa e dois filhos para manter, ele largou tudo, em 1970, para se tornar carpinteiro – uma profissão que ele julgava mais estável financeiramente.

Coincidência ou não, Ford começou a construir gabinetes para o cenário de “Loucuras de Verão”, filme dirigido por George Lucas, em 1973. O contato com o diretor lhe rendeu uma participação no longa e, mais para a frente, um importante papel em “Guerra nas Estrelas”. Conhecido também por sua atuação em Indiana Jones e Blade Runner, o artista possui, hoje, dois recordes hollywoodianos no Guinnes Book: o de ator que gerou o maior lucro de bilheteria e o de ator com mais filmes que ultrapassaram a marca de US$ 100 milhões nas bilheterias dos Estados Unidos.

Mas esteja certo: para ser, precisamos muito mais do que estar no lugar certo, na hora certa. Precisamos de dedicação, ousadia e inovação. A sorte favorece a mente bem preparada. 

 

 

As armadilhas que impedem nosso crescimento

Existem dezenas de armadilhas que impedem o nosso crescimento no trabalho, e porque não dizer, na vida também. Hoje eu destaco duas delas, que acabei de presenciar em uma mesma pessoa.

SER INTOLERANTE OU INFLEXÍVEL é um problemão. O velho e bom jogo de cintura é indispensável no trabalho, principalmente em relação aos colegas, aos clientes e aos gestores. Os donos da verdade, geralmente, têm vida curta nas empresas, afinal, são os relacionamentos e as atitudes que impulsionam ou sabotam as carreiras.

O outro comportamento que presenciei na mesma pessoa é o ato de ficar esperando uma ordem ou orientação para executar suas tarefas. E aí, quando cobrado, o profissional fala  “não fiz por que fulano não me falou que era para fazer” ou qualquer outra maldita afirmação do gênero.

O objetivo de um profissional – independente do cargo, ramo ou empresa que atua – deve ser sempre entregar resultados e jogar para ganhar. E nunca “apenas para cumprir tabela” -, parafraseando o mundo do Futebol – e no caso do trabalho, apenas para cumprir horários.

Me adicione no Facebook!

Centralize menos, delegue mais

Tenho perguntado com alguma frequência aqui: “se você é um empresário e a maior parte do seu tempo na empresa é dedicada a fazer o negócio funcionar, quem é o responsável por fazer o negocio crescer?”

Aline escreveu ponderando esta minha reflexão. Na mensagem enviada através de minha página no Facebook, indaga: “mas como, na prática, fazer isso? Se não tenho um time qualificado para entregar nossos serviços?

Olha Aline, todo empresário – pequeno, médio ou grande – é um líder. Amado ou odiado pelos funcionários, ele continua exercendo a função de liderança e seu foco deve estar em se tornar um viabilizador de talentos. Como fazer isso? Dando desafios e reconhecendo quem entrega estes desafios.

Deve entender também a diferença entre DELEGAR e um verbo recém inventado, eu é DELARGAR.

DELARGAR é o mesmo que abdicar. É dizer pro colaborador: “vai lá, se vira, faz o número, você é pago para isso”.

DELEGAR á o oposto. Delegar de verdade é quando determinamos um desafio, um prazo ou uma meta com o sentimento de que “Estamos juntos”, “estou aqui para o que você precisar”.

O caminho é esse: viabilizar talentos, delegar com acompanhamento e sempre reconhecer aqueles que agregam e entregam suas tarefas com eficiência e eficácia.

Pense nisso!

O que cansa não é o trabalho, é o aborrecimento

duvida-empresarioÉ comum demais um empresário passar a maior parte do tempo ocupado apagando incêndios. Os problemas surgem de todos os lados : equipes, prazos, clientes, fornecedores, reclamações…  

Parece que todos os problemas exigem atenção imediata, por mais que você não os julgue tão importantes assim. Afinal, você é o empreendedor responsável e certamente quer ver tudo ‘nos conformes’.

Para completar, tudo ou quase tudo chega a você: os funcionários te interrompem toda hora com dúvidas ou informações.

Olha, o que cansa na condução de uma empresa não é o trabalho em si, mas os aborrecimentos.

Como resolver ou minimizar? Eu respondo…

É latente a necessidade de delegação, precedida por preparação dos colaboradores e, claro, um depósito de confiança e autonomia neles.  Os problemas sempre surgem, e você nunca vai conseguir progredir se ficar apenas concentrado neles.

Se um empresário trabalha concentrado em fazer a empresa funcionar, quem é o responsável por fazer a empresa CRESCER?

Delegar tarefas, preparar a equipe, confiar nas pessoas e uma boa dose de libertação das tarefas menos importantes: estas são as ideias de hoje.

Erros estúpidos que (quase) todos nós cometemos

Por mais inteligente e dedicado que seja um profissional, ele nunca estará imune de cometer erros estúpidos, erros que podem levar sua carreira, sua equipe e sua empresa para lona.

Passei um tempo dedicado a identificar estes erros, super comuns e que você pode estar cometendo agorinha mesmo. Separei três deles. Continue lendo e confira…

1. Passar muito tempo pensando e pouco tempo fazendo.

Planejamento e preparação são ingredientes importantes para alcançar o sucesso, mas o mais importante é a ação. Ideal mesmo é dedicar 10% do tempo no planejamento e os outros 90% agindo.

2. Esperar ser promovido antes de começar a fazer o trabalho do cargo que pleiteia.

Pensa comigo: se você quiser ser um líder por exemplo, você precisa para começar a liderar. Liderança não é um título ou uma posição; liderança é ação, influência e capacidade para gerar resultados.

Esperar a promoção chegar para exercer o papel que deseja é como querer ser escolhido para uma equipe de futebol antes de aprender a ser bom no futebol. 

3. Fã da complexidade.

Sim, nós temos uma tendência natural para complicar as coisas. A complexidade é a inimiga da execução e limita bastante os nossos resultados. Simplificar deve ser um lema presente em todas as empresas e equipes, pode acreditar.

Ação, Execução e Simplificação. Coloca em prática e confira como estes ingredientes podem impulsionar sua carreira, sua equipe e sua empresa.

Me adicione no Facebook, na SoundCloud e no Instagram.

 

 

Eu só fiz o que me mandaram

Se tem algo que afeta o ambiente de trabalho e a produtividade profissional é o fato de buscarmos sempre uma desculpa para as nossas falhas. O fato é que do nosso instinto é dar desculpas. Na história de Adão e Eva, por exemplo, quando Deus chegou ao jardim do Éden e perguntou por que Adão comeu o fruto proibido e Adão respondeu logo que foi a mulher quem deu o fruto a ele.

No dia-a-dia acontece a mesma coisa. Dificilmente as pessoas chamam a responsabilidade para si, sem saber que a cada gesto dessa natureza, cava mais um pouco a derrocada de sua reputação e de sua empregabilidade.

Todos nós estamos sujeitos a errar. Quando isso acontece, assumir a responsabilidade é SEMPRE o melhor caminho, por mais dolorido que seja. Buscar desculpas, inventar histórias para justificar falhas é um ato grave!

Selecionei o Top 10 das desculpas mais utilizadas no ambiente corporativo e que prejudicam tudo e a todos. Confira:

1 – Eu só fiz o que me mandaram;

2 – Eu não sabia disso;

3 – Não recebi o e-mail;

4 – Isso sempre foi feito dessa maneira;

5 – Eu já enviei o e-mail;

6 – Eu fiz a minha parte;

7 – Isso não é minha função;

8 – Já deu meu horário. Estou indo embora;

9 – Esse cliente não é meu;

10 – Esse problema não é meu.

Na hora que surgir o problema e a acusação vier, não devemos ter receio de assumir. Diga: “Recebi o e-mail, mas não puder responder”, “Vi o que estava acontecendo, mas demorei para agir”. É mais honesto com você e com todos os envolvidos.

É como eu sempre digo: Vamos errar sempre, mas que tal tentar erros novos? Tem tanto erro novo dando sopa por aí!

Me adicione no Facebook e no Instagram.

Aproveite para conhecer a Formação LAP  – Líder de Alta Perfomance!

Talento sem execução não serve de nada

Imagine um jovem cheio de talento para o futebol. De que lhe serve o talento, se ele não treinar, treinar e treinar até transformar o talento em excelência?

Mozart produziu mais de 600 músicas. Darwin escreveu exatas 109 publicações e apenas UMA foi a Teoria da Evolução.  Já Albert Einstein publicou 248 teses, UMA delas a respeito da Teoria da Relatividade. Freud publicou 350 teses. Rembrandt produziu 350 pinturas. E Thomas Edison fez mais de 2.000 experiências até inventar a lâmpada e mais NOVE MIL para aperfeiçoá-la.

Sem lembrar de Picasso que criou mais de 20 mil obras artísticas. Por isso tudo, a ação é mais importante que a ideia. E buscar formas de evoluir, ler mais jornais, revistas e fazendo cursos dos mais diversos é o caminho para ampliar o seu nível de conhecimento.

A pessoa que passa todas as barreiras e chega aonde chegou, seja no dia-a-dia corporativo, seja numa pequena loja ou montando um negócio, esse sim é o verdadeiro INOVADOR. Um revolucionário. Boas ideias sem ação NÃO servem para NADA!

Boas ideias sem treinamento também. Já disseram que você erra 100% dos chutes que não dá. Então, mãos à obra!

Se você quer ser um líder mais assertivo e com ações inovadoras, faça LAP. A formação para Líderes de Alta Performance. Acesse o site e saiba mais!

Aproveite para me seguir no Instagram!

Fui promovida. E agora?

Hoje eu respondo o e-mail da Nathália, que está, digamos, em apuros. Ela é formada em Gestão Ambiental e depois de muito batalhar, conseguiu entrar para a área de meio ambiente como sempre quis. Passado um tempo, foi promovida, ganhou a confiança do chefe e hoje cuida não apenas de um grande projeto, mas também de uma equipe.

Até aí, parece que está tudo correndo bem. Mas não está! Sua dificuldade é como comandar a operação. Ela se sente um pouco perdida, apesar de ter espírito de liderança… Percebe que lhe falta um certo felling. Pensa que talvez seja pelo fato de pela primeira vez trabalhar como gestora.

E me pergunta: ‘o que de fato posso fazer para melhorar a minha gestão?’ Você está vivendo o que chamo de “Dilema do Novo Gestor”. Quase todo mundo deseja assumir cargos de liderança por entender que isso é uma evolução natural da carreira. Mas quase ninguém se prepara para esse desafio. Ser um bom profissional não é garantia de que alguém será um bom gestor.

Porém tem saída, Nathália. A principal é se preparar!

Lidar com pessoas e, principalmente, liderar pessoas não é uma tarefa fácil. Quem falou que seria simples, mentiu para você! Leia e estude sobre liderança. Especialmente sobre pessoas. E claro: encare os problemas como desafios.

Quer ser um líder mais valorizado e capacitado? Seja um LAP – Líder de Alta Performance!

Me adicione no Facebook e Linkedin!

Tem que INOVAR

Tudo enferruja cada vez mais rápido. Não só produtos e serviços desaparecem, mas indústrias inteiras estão sendo substituídas por soluções inovadoras. Quase sempre sustentadas pela tecnologia.

Tenho reparado que esta tem se tornado uma das maiores preocupações do empresariado brasileiro. Independente do seu tamanho e do seu fôlego para investimentos. Desde sempre as maiores preocupações estavam alinhadas à temas relacionados a contratação de pessoal, a absurda complexidade tributária, nas formas de atrair e reter clientes. Mas de que adianta dominar esses aspectos e superar as relevantes dificuldades desses assuntos, se agora corremos o risco de sermos engolidos por uma proposta mais moderna, inovadora e cheia de gás?

Dessa maneira, o foco de todo o empresário passa a ser: buscar formas diferentes para mudar para melhor aquilo que você vende hoje. Algumas pessoas têm facilidade para inovar porque são mais ousadas. Todo o inovador questiona os processos, desafiam os modelos pré-estabelecidos…

Leia também – Renove, Reinvente, Repense

A falha que muitos comentem é ficar aguardando uma suposta circunstância se é ideal para fazer as coisas. Sem saber que a circunstância ideal NÃO existe. Devemos sim ter esperança, mas do verbo esperançar, não a do verbo ESPERAR. Quer uma dica simples para ser mais inovador aí no seu trabalho, no seu lugar? Saia do Facebook e do WhatsApp. Leia reportagens e livros de inovadores talentosos. Sempre fazendo um paralelo com sua empresa, seus produtos, seus serviços e suas carreiras.

Todos os meus áudios estão disponíveis na plataforma de Podcasts do iTunes ou acessíveis pelo Iphone ou iPad. Para acessar meus áudios através do Android ou mesmo ler os meus textos, continue neste blog. Têm muitos textos sobre este e inúmeros temas. Boa leitura!

Não esquece me adicionar no LinkedIn!!

Construa uma Liderança de sucesso

É tarefa de todo empresário ou gestor ajudar a manter um clima agradável no ambiente de trabalho.

Outro dia conversando com alguns especialistas em gestão, cheguei à conclusão que, via de regra, as pessoas são atraídas para uma empresa pelo perfil e pela remuneração, mas saem geralmente pelo ambiente. O mau chefe costuma ser motivo de saída do trabalho.

Por isso, estou certo de que manter um clima positivo, de confiança, é um grande fator de motivação dos colaboradores.

Leia também: Três erros que até os melhores líderes cometem

Mas como, na prática, fazer isso?

Um bom caminho é manter as pessoas informadas sobre tudo o que acontece com o negócio, com todas as novidades. Isto evita fofocas, intrigas e boatos, o famoso “disse-me-disse”. Estabeleça regras de comunicação com o seu time, seja ele pequeno, médio ou grande. Isso pode ser feito num café da manhã semanal, num boletim informativo impresso em impressora simples mesmo, num ambiente on line, numa comunidade virtual.

Outro fator que afasta bons funcionários é a ausência de oportunidades na empresa. Por isso, criá-las é importante. Se não cria, perde porque as pessoas precisam crescer e vão buscar isso em outros lugares.

Leia também:

Fui promovido a um cargo de liderança… E agora?

As 5 bases da liderança

Onde seus funcionários poderão chegar se abraçarem a causa, o projeto? Ofereça estas oportunidades a eles!

Conheça a certificação CDPV LAP – Líder de Alta Performance. Uma Formação em liderança diferente de tudo que você já viu, criada para ajudar você a chegar aos topo.

Conecte-se comigo: Facebook | Instagram | iTunes | SoundCloud | Linkedin

 

Onde estão os líderes?

Toda empresa precisa de funcionários preparados e treinados. Mas a afirmação mais determinante é essa: toda empresa precisa de líderes permanentemente treinados e capacitados para ajudar seu desenvolvimento.  

Informalmente eu fiz uma pergunta para 20 empresários. O “DataMaia” quis saber como estes empresários avaliam e como preparam os líderes de suas empresas. 

  • Somente 4 dos 20 empresários disseram que seus líderes são “muito eficazes” no cumprimento das metas e estão satisfeitos com isso.
  • 19 deles consideram muito importante treinar e desenvolver o time, como uma ação estratégica que amplie as chances de bons resultados.
  • Somente duas empresas, ou seja, 10% do universo pesquisado afirmou fazer algum tipo de investimento na formação e desenvolvimento de seus gestores.

Muitas são as ações possíveis quando o assunto é treinar as lideranças de uma empresa e o importante mesmo é sempre manter o desenvolvimento, custe o que custar. Na maioria dos casos, exige-se somente disciplina. Por exemplo: quantos livros de liderança e gestão você lê por mês?

Para ser um bom gestor não basta querer; não basta saber se relacionar com pessoas. Não basta dominar tecnicamente o negócio da empresa.

É preciso, acima de tudo, manter a mente aberta e conectada com as práticas que possam amplificar nosso resultado.  

Quer ser um gestor melhor e altamente produtivo? Faça a Formação LAP – Líder de Alta Performance. Aproveite e me adicione no Instagram.