O perfil do vendedor atual

Meu amigo, você quer vender mais e melhorar o desempenho na hora de lidar com seus clientes? Primeiro você tem que ter em mente que ninguém nasce vendedor, mas gostar e ter paixão de servir as pessoas devem ser condições de um aspirante a vendedor. Afinal, tudo feito com vontade gera resultados muito mais significativos.

Outra característica fundamental é a sua capacidade de comunicação. Você deve ser paciente e atento ao cliente. Fale com clareza, naturalidade, mas com convicção e interaja. Saiba o momento certo de abordá-lo com gentileza, mostrando os benefícios do seu produto ou serviço e, principalmente, porque o comprador deve fechar negócio com VOCÊ.

Tente desenvolver ao máximo suas habilidades para entender o comportamento dos clientes. É preciso que você consiga interpretar as necessidades deles e aprenda conviver com pessoas diferentes, tornando-se capaz de vender para qualquer tipo de cliente. Detectar as preferências dos consumidores assim que entrar em contanto com eles e descobrir o que oferecer, usando o melhor argumento são algumas das ferramentas que você poderá aprender.

Vender é essencialmente atitude. Querer vender faz muita diferença no trabalho. Tenha atitude positiva, metas desafiadoras e mostre esforço e determinação.

Pense nisso e me adicione no Facebook!

 

 

Não tenha obsessão pela estabilidade financeira

Um pássaro sentado em uma árvore nunca tem medo de que o galho quebre, porque sua confiança não está no galho, mas em suas próprias asas.

Eu cheguei a conclusão de que a ESTABILIDADE, sonho de consumo de muitas pessoas, simplesmente não existe. Nem mesmo no maior símbolo brasileiro da estabilidade que e o concurso público, aja visto os frequentes atrasos de salário de diversos governos estaduais.

Se não existe no público, no privado acabou faz tempo!

Antigamente os jovens faziam curso de datilografia e eram preparados para trabalhar numa mesma empresa até a aposentadoria. Hoje em dia isto é praticamente inimaginável.

Leia também – Faça de hoje um marco positivo na sua história.

O antidoto pra gente não se desesperar diante da quebra dos galhos de nossa árvore é sempre estar preparado, buscando atualização constantemente, com leituras, livros, cursos, trocas.

É fazer o que somos pagos pra fazer com muito empenho, com muita dedicação. Mesmo achando que somos mal remunerados ou que não somos reconhecidos.

Me adicione no Linkedin! 

O vendedor será extinto? Diego Maia responde ao jornal O Globo

Destacado

Diego Maia foi um dos entrevistados pelo jornal O Globo de domingo (8) para falar sobre o Impacto da Tecnologia no Setor Varejista.

O CEO do CDPV abordou o polêmico tema e algumas questões: Qual o impacto da tecnologia nas vendas? A profissão vai acabar? Como sobreviver ao mundo moderno? Tantas perguntas e uma resposta: INOVAÇÃO. É preciso inovar para sobreviver a esta nova era.

Diego é categórico em afirmar que ” a figura do ser humano é reduzida, porém a tecnologia não o substitui. Elimina cargos supérfluos!” e acrescenta que apenas os que buscam conhecimento e qualificação irão se destacar. “O vendedor será um agente influenciador do consumo”.

“Empresas que não tinham hábito de treinar e desenvolver, hoje mantêm programas de capacitação continuada. No entanto, fazem isso em um curto prazo, para obtenção de benefícios imediatos e não pensam no longo prazo da operação”, destaca Diego.

A tecnologia está mudando a forma de se relacionar, de interagir com o cliente e público. E tornando os processos mais ágeis, eficazes e assertivos.
Você está preparado? Já adota estas tecnologias em seus negócios? Comece AGORA, pois quem ainda não pratica está ficando para trás.

“Quem quiser permanecer no mercado, crescer, conseguir promoções e aumentos, tem que sair da letargia. E não é só por meio de cursos, mas também tentando absorver todo o tipo de conteúdo, palestras, livros, jornais, eventos. A formação tradicionista está entrando em uma fase de declínio”, enfatiza Diego Maia ao jornal O Globo.

O conhecimento é o seu maior diferencial competitivo

CONHECIMENTO_ ALBERT EINSTEIN_ FRASE_ DIEGO MAIA

Eu sempre acreditei que o conhecimento é o único diferencial competitivo que as pessoas podem ter (todos os outros podem ser copiados). Como não acredito muito em “sorte”, entendo que  ele, somente ele (o conhecimento), pode impulsionar carreiras, equipes e empresas.

Por isso me especializei em contribuir com o desenvolvimento de pessoas, e curto muito o que eu faço. Curtir o que se faz, mesmo quando trabalhamos com algo que não sonhamos quando crianças, é o segundo ingrediente indispensável para o êxito profissional. Quando entendemos isso e passamos a curtir mais o dia a dia, é incrível. Parece que tudo e todos começam a jogar a nosso favor.

Esses dias, por conta de minha intensa agenda de viagens, o meu voo foi cancelado e para chegar em casa, no Rio de Janeiro, tive que fazer duas trocas de avião e esperar por horas para estas conexões. Eu poderia reclamar, protestar e falar mal da mãe de todo mundo. Mas, sabe, curti a situação. Li um livro inteirinho!

Então o comentário de hoje te lembra dois pontos fundamentais para o desenvolvimento de si próprio, de sua equipe e de sua empresa:

Curtir a jornada proporciona melhores resultados, por mais pesado que seja seu fardo.

Busque conhecimento, a todo custo, a todo instante. E seu eu puder fazer parte disso, será muito bacana.

Tem um monte de opção de workshops e palestras pra você participar e, assim, a gente se conhecer ou se rever. É só acessar a agenda de cursos do CDPV clicando aqui. 

A busca por conhecimento é vital para empresários e gestores

empresário de sucessoTer uma empresa sólida não é algo que se constrói de uma hora para outra. É preciso ter paciência para entender e aceitar isso como um processo natural.

Mas como você sabe, nada cai do céu.

Muita gente me escreve buscando uma dica mágica ou um insight revolucionário. Eu sempre respondo que não existem fórmulas prontas para o sucesso de uma empresa, mas o empresário tem de buscar informação e usar a própria experiência no mercado para melhorar o negócio e fazer o negócio prosperar.

As pessoas me conhecem por conta do meu programa de rádio, por conta das palestras que ministro Brasil à fora, ou mesmo por conta dos meus livros. Apenas alguns sabem que além disso tudo, dirijo um grupo de empresas com mais de uma centena de funcionários. Talvez por isso as pessoas encontram muita propriedade naquilo que eu falo, já que não se trata de teoria não testada.

Mesmo assim, não abro mão de continuar investindo no meu próprio desenvolvimento.

Eu tenho como meta pessoal ler pelo menos 8 livros por ano e faço ao menos 2 cursos anuais, daqueles que podem despertar alguma coisa nova pro meu trabalho ou mesmo relembrar práticas de gestão que a pressão da vida me fez colocar em segundo plano.

Para um empresário – de qualquer tamanho ou segmento – buscar informação e conhecimento é tão importante quanto manter as finanças em dia ou manter contato periódico com seus principais clientes, por exemplo.

E você – empresário ou gestor – , a quanto tempo não investe no seu desenvolvimento à frente do negócio?

Me dedico pessoalmente a contribuir com o desenvolvimento de pessoas e empresas. Por isso, eu e minha equipe realizaremos em julho o Seminário Empresas Inovadoras. Será no resort Blue Tree Park em Búzios no Rio de Janeiro. Receberemos empresários de diversos estados brasileiros para  4 dias e 3 noites dedicados a pensar e a repensar as estratégias de sua empresa. Se você é empresário ou gestor, participe.

Os erros e a busca por conhecimento

erros oopsQuem escreveu foi o Erick. Ele diz: “Frequentemente  identifico que a empresa em que trabalho passa pelas dificuldades de Gestão que você volta e meia comenta. Os erros dos meus colegas são recorrentes e meu trabalho fica prejudicado.  

Nosso atual controle de estoque nunca batem com as contas e a situação fica cada vez mais critica para mim, já que sou um dos responsáveis por isso. Prezo pela empresa que trabalho, é daqui que tiro meu sustento e não quero que ela feche as portas.

Assumi funções que não eram de minha responsabilidade e preciso mostrar que é preciso determinação para que as coisas funcionem. Tem alguma outra dica para me ajudar?”

Tenho sim, Erick! Vá buscar conhecimento! Escolha algum curso que possa ser útil nesta questão técnica de gerenciamento de estoque e se matricule imediatamente. Pode ser presencial, on line… pode ser até um livro.

Paralelamente, abra um arquivo em seu editor de texto e comece a enumerar todas as práticas ruins que geram o tal do descontrole. Um problema natural das empresas é o esquecimento, que gera a necessidade de refazer sempre as tarefas.

Crie um pequeno manual das tarefas. Em quase toda empresa tem gente que acha que sabe fazer as coisas, mas não faz. Este manual pode ajudar a reduzir esta existência.

E por fim, faça uma busca em sistemas tecnológicos que ajudam a administrar estoque. Planilhas são muito úteis quando não se tem nada. Mas o melhor a fazer é, sem dúvidas, ter um sistema bem programado trabalhando para vocês.