O vendedor será extinto? Diego Maia responde ao jornal O Globo

Destacado

Diego Maia foi um dos entrevistados pelo jornal O Globo de domingo (8) para falar sobre o Impacto da Tecnologia no Setor Varejista.

O CEO do CDPV abordou o polêmico tema e algumas questões: Qual o impacto da tecnologia nas vendas? A profissão vai acabar? Como sobreviver ao mundo moderno? Tantas perguntas e uma resposta: INOVAÇÃO. É preciso inovar para sobreviver a esta nova era.

Diego é categórico em afirmar que ” a figura do ser humano é reduzida, porém a tecnologia não o substitui. Elimina cargos supérfluos!” e acrescenta que apenas os que buscam conhecimento e qualificação irão se destacar. “O vendedor será um agente influenciador do consumo”.

“Empresas que não tinham hábito de treinar e desenvolver, hoje mantêm programas de capacitação continuada. No entanto, fazem isso em um curto prazo, para obtenção de benefícios imediatos e não pensam no longo prazo da operação”, destaca Diego.

A tecnologia está mudando a forma de se relacionar, de interagir com o cliente e público. E tornando os processos mais ágeis, eficazes e assertivos.
Você está preparado? Já adota estas tecnologias em seus negócios? Comece AGORA, pois quem ainda não pratica está ficando para trás.

“Quem quiser permanecer no mercado, crescer, conseguir promoções e aumentos, tem que sair da letargia. E não é só por meio de cursos, mas também tentando absorver todo o tipo de conteúdo, palestras, livros, jornais, eventos. A formação tradicionista está entrando em uma fase de declínio”, enfatiza Diego Maia ao jornal O Globo.

Entrevista com Diego Maia para a TV CRECI-RJ

Destacado

O CEO do CDPV, Diego Maia, falou sobre sua trajetória, fundação do Grupo, mercado imobiliário, entre outros assuntos ao programa ‘Direto ao Ponto’, da TV CRECI-RJ. Diego relembrou histórias de sucesso, barreiras enfrentadas até chegar a presidência de uma das maiores empresas de vendas do Brasil. Citou também os livros publicados, palestras ministradas pelo Brasil, os mais de 1500 artigos publicados. sua atuação há mais de 9 anos nas maiores rádios e como cada conteúdo tem contribuído para o crescimento de empresas e resultados satisfatórios para grandes equipes de líderes, gestores, vendedores e profissionais liberais pelo país.

Outro assunto abordado e importantíssimo foi sobre o mercado imobiliário: o que os corretores esperam para os próximos anos, expectativas e como driblar a crise neste segmento.

“A crise não pode ser desculpa para vender. As oportunidades aparecem. Devemos ter sempre mente próspera e nunca focar na escassez. Acreditar é preciso e possível. Os corretores estão confiantes. Realizamos uma pesquisa inédita do Grupo CDPV para identificar qual a perspectiva dos operadores do mercado imobiliário brasileiro. A insatisfação com os resultados do ano passado é visível, mas com boas doses de treinamento de vendas, somados a bons produtos os resultados de 2018 prometem ser muito melhores!”, ressaltou Diego. 

Leia também – O que os corretores de imóveis esperam para 2018

Confira a entrevista completa!

 

Todo profissional tem um líder que o inspira. Qual é o seu?

Todo profissional tem um líder que o inspira. Na 2ª parte da entrevista de Francisco Guarisa, Diretor de Marketing da TAP, a Diego Maia, para o quadro ‘Mundo Empresarial – Diego Maia entrevista’, ele apontou quem é o seu referencial. Assista e descubra!

Acesse o canal do CDPV no Youtube e confira todas as entrevistas.

Assista também pelo Facebook.

Deixe o comodismo de lado e invista na motivação

A Revista Empreendedor circula em todo o território brasileiro e se comunica com perfeição com o empresariado.

Recentemente, a publicação entrevistou Diego Maia sobre os desafios da gestão.

Neste post você tem acesso a íntegra da entrevista.

Falta de clareza e qualificação, dificuldade em definir metas e pouca disposição para treinar os subordinados. Estas são apenas algumas das falhas mais cometidas pelos gestores de empresas dos mais diferentes portes e segmentos. Diagnosticado por estudos e pesquisas em todo o mundo, esse despreparo é responsável por arruinar carreiras e comprometer o desempenho de toda a organização.

Para lidar com a situação é preciso deixar o comodismo de lado e investir no treinamento e motivação dos gestores, que devem sempre estar atualizados em relação às decisões estratégicas da companhia. “Tem empresário que cobra resultados sem nunca ter mostrado o que deve ser feito e insiste em dormir abraçado com o conformismo”, avalia Diego Maia, autor do livro Como ser um gestor de sucesso.

Especialista em vendas e gestão e presidente do Grupo CDPV(Centro de Desenvolvimento do Profissional de Vendas) há dez anos, ele fala a seguir sobre como é possível formar bons gestores e evitar o chamado “apagão de talentos”. “Com o chamado ‘apagão de talentos’, muitas empresas possuem vagas ociosas em atividades de coordenação, supervisão e gerência. E, para preenchê-las, contratam ou promovem pessoas que ainda não estão prontas, o que é muito perigoso. Fazendo uma analogia com um exército, como um coronel que nunca deu um tiro pode comandar um batalhão?”, indaga Maia. Ele explica também a diferença entre vendas corporativas e para o público e negociação de alto impacto, além de dar dicas para uma negociação mais eficiente, entre outros assuntos.

O que determina o sucesso de um gestor nos dias de hoje?

Continuar lendo