Participe da MasterClass de Vendas com Diego Maia

Destacado

 

Com conteúdo 100% prático, inédito e inovador, vem aí a 3ª edição da MasterClass de Vendas com Diego Maia, o mais revolucionário treinamento de vendas já realizado no Brasil acontecerá no dia 10 de agosto, no Rio de Janeiro.

As inscrições estão a todo vapor e já estão quase esgotadas!!!

A MasterClass de Vendas é uma injeção de ferramentas, idéias e conceitos inovadores, realizada em um dia de imersão. O programa é ideal para empresários, gestores comerciais, profissionais liberais, profissionais de vendas e imprescindível para quem quer ampliar seus resultados de forma rápida e eficaz.

“A MasterClass foi lançada no Rio de Janeiro em 2017, com recorde de público. Este ano, atendendo a pedidos, faremos a 3ª edição. Irei apresentar conteúdo exclusivo que é facilmente entendido e adaptado, seja qual for o setor, e pode ser facilmente implementado no dia a dia do trabalho”, enfatiza Diego Maia, CEO do CDPV.

Leia também – MasterClass de Vendas 2017 reúne centenas de gestores no CDPV. 

A MasterClass de Vendas é dividida em diversos temas, dentre eles: Mente próspera, Experiência, Postura ativa, Cultura de Vendas, Como Criar uma Máquina de Vendas, NeuroVendas / Neuromarketing, Prospecção e Ações para Alavancar Resultados. A MasterClass não mostra “o que fazer”. Mostra “como fazer”. E é isso que faz a diferença.

Se você quer crescer resultados mesmo em períodos turbulentos, participe com sua equipe. Todos os detalhes estão aqui.

Você também pode levar a MasterClass de Vendas para o seu time, ou se preferir, customizar uma palestra de Diego Maia para sua convenção ou treinamento. Fale conosco!

Jornais O Globo e Extra publicam sobre “O Que os Corretores Esperam para 2018”

A pesquisa inédita, realizada pelo CDPV, ‘O Que os Corretores Esperam para 2018’ foi publicada pelos principais jornais cariocas: O Globo e Extra. Os veículos destacaram a opinião dos corretores para o mercado imobiliário neste ano. Foram mais de 1.760 participantes.

O jornal O Globo, um dos mais premiados e conceituados, abordou a pesquisa no caderno ‘Morar Bem’. “Segundo o levantamento, 72% dos profissionais disseram que não ficaram satisfeitos com os resultados de 2017. E 86% crêem que 2018 será melhor que 2017″, destacou o veículo, no domingo, dia 28. 

“Outros 16% dos corretores entrevistados acreditam que os valores devem ficar mais baixos e outros 15% esperam uma alta. Segundo os corretores, os piores entraves no mercado imobiliário no momento são instabilidade econômica e política (79%), falta de crédito imobiliário (14%), preços altos (5%) e aproximação das eleições (2%) “, publicou o jornal Extra, na versão on line, desta terça-feira (30). 

Outro destaque foi a opinião do nosso sócio coordenador, Leandro Figueiras. Ele conclui que “o mercado vai voltar, talvez de forma mais branda do que no auge do crescimento no início da década, mas irá se restabelecer e os mais preparados irão colher bons frutos”. 

Leia também – O que os Corretores Esperam para 2018. 

Os bancos estão retomando a segurança para liberar financiamentos imobiliários. E a baixa inflação, seguida de menos taxas de juros, são fatores que corroboram para que tudo volte, ainda que em passos lentos, a um cenário de confiança e otimismo. Criando oportunidades e recuperando o mercado imobiliário.

Nós também acreditamos em um 2018 mais próspero e com muitos resultados positivos! 

Faça download da pesquisa completa! 

Me adicione no Facebook e fique por dentro de todas as novidades.

O que os corretores de imóveis esperam para 2018

O ano de 2017 não foi nada bom para 72% dos corretores de imóveis. Instabilidade política, limitação do acesso ao crédito imobiliário, preços altos e frequentes alterações na política de análise e concessão de crédito dos bancos inibiram as transações imobiliárias. Mas o que esperar de 2018? A perspectiva dos corretores de imóveis é positiva ou negativa?

O Grupo CDPV  foi a campo e perguntou para mais de 1.760 corretores de imóveis, devidamente registrados no CRECI (Conselho Regional dos Corretores de Imóveis):

  • Se o mercado está aquecendo novamente ou se manterá inerte;
  • Se 2018 será um ano mais próspero para os corretores do que 2017;
  • Se o cliente está mais confiante em relação ao investimento;
  • Se o corretor está satisfeito com os seus resultados de 2017 e como ele pode melhorar;
  • Se eles acreditam que o mercado está bom pra comprar ou não.
  • Se os preços dos imóveis vai sofrer muita variação;
  • Quais os principais entraves durante as negociações.

Os corretores que não se atualizam e fazem tudo da mesma forma que faziam há décadas, anos e até meses atrás, estão fadados ao fracasso. Uma coisa eu garanto: nesse exato momento tem cliente comprando e tem corretor vendendo. Este ano será próspero para quem se capacitar em treinamento e desenvolvimento, inovar e focar em bons resultados.

Do total de corretores de imóveis respondentes, aproximadamente 80% são do sexo masculino. A perspectiva para a maioria é boa e aqueles que NÃO acreditam que o mercado irá melhorar considera, pelo menos, que o cenário ficará estabilizado, ou seja, que não teremos nova retração.

Segundo a Associação Brasileira das Entidades de Crédito Imobiliário e Poupança (Abecip), ‘os financiamentos para a compra e construção de imóveis no país totalizaram R$ 3,15 bilhões em novembro de 2017, queda de 14,7% ante outubro e recuo de 20,9% em relação a novembro de 2016’.

Mesmo assim, quando questionados sobre as vantagens de comprar no atual quadro imobiliário, 86% dos corretores concordam que investir em imóvel continua sendo um bom negócio, mesmo com a expectativa de estagnação do preço para este ano.

“Não há como negar que vivemos um momento de desconfiança na economia de nosso País somada a uma grave crise política que incerta o futuro e que influencia diretamente o mercado imobiliário, mas investir em imóveis é sempre uma boa opção. O mercado vai voltar, talvez de forma mais branda do que no auge do crescimento no início da década, mas irá se reestabelecer e os mais preparados irão colher bons frutos”, analisa Leandro Figueiras, sócio coordenador do Grupo CDPV.

Dois fatores que sumiram diante da crise e tendem a voltar gradativamente com a recuperação do mercado: confiança e crédito. Os bancos estão retomando a segurança para liberar financiamentos imobiliários. E a baixa inflação, seguida de menos taxas de juros, são fatores que corroboram para que tudo volte, ainda que em passos lentos, a um cenário de confiança e otimismo. Criando oportunidades e recuperando o mercado imobiliário.

Leia também: Cyrella contrata Diego Maia para treinar seus corretores. 

A insatisfação com os resultados do ano passado é visível, mas com boas doses de treinamento de vendas, somados a bons produtos os resultados de 2018 prometem ser muito melhores!

DADOS TÉCNICOS DA PESQUISA:

NOME: O que os Corretores de Imóveis esperam para 2018

REALIZADOR: Grupo CDPV

PERÍODO DE REALIZAÇÃO: O período de realização da pesquisa foi de 29 de dezembro de 2017 a 14 de janeiro de 2018, e contou com a participação de 1.762 Corretores de Imóveis.

Faça o download da pesquisa completa!

Recorde de público na nova palestra de Diego Maia

Centenas de pessoas compareceram ao CDPV Centro de Eventos, no Rio de Janeiro, para assistir a palestra “Como Vender Mais em 2018”. Criada e apresentada por Diego Maia, considerado um dos melhores palestrantes da atualidade, o encontro reuniu empresários, gestores e profissionais de vendas dos mais variados ramos e segmentos da economia.

“Acompanho o Diego Maia pela rádio SulAmérica Paradiso FM e sempre tive muita vontade de conhecê-lo. Estou muito feliz por esta oportunidade de agregar valor e conteúdo à minha profissão. Ele apresenta os temas mais variados de uma maneira simples, com muito dinamismo, mas sempre nos mostrando que o sucesso em vendas, e em tudo na vida, depende primordialmente de nós”, destacou Mari Aquino, da Agecor Planos de Saúde.

Na palestra, Diego Maia apresentou temas e métodos inéditos de inovação, atitude e abordagem de clientes. Mostrou, com exemplos práticos, como o pensamento de escassez influencia em resultados e apresentou técnicas para conseguir vender mesmo em meio à crise.

Atentos, todos os presentes puderam assistir ao conteúdo que destacava a importância de mirar alto, focar no que realmente importa (deixando os pormenores de lado), se livrar de crenças limitantes e genéticas. O CEO do CDPV frisou ainda que o diferencial, com qualidade e bom atendimento atrai o cliente, não somente o preço. E pontuou que hoje a experiência do cliente com o serviço prestado ou com o produto vendido é o que conta mais. O lucro é consequência.

Leia também: Maneiras para se manter confiante.

Esta palestra também teve um forte apelo social: os participantes contribuíram com centenas de brinquedos novos, que serão doados nos próximos dias para grupos de crianças amparadas por instituições que estejam passando por dificuldades. Nos próximos dias postaremos no Facebook e no Instagram do CDPV os resultados desta ação.

Faça como milhares de empresas e contrate Diego Maia para sua convenção, o mais aclamado palestrante de vendas, motivação e gestão da atualidade.