3 perguntas para salvar uma empreendedora!

Recebo muitas perguntas por e-mail, por direct, e hoje vou responder a Renata, uma empresária que compartilhou comigo toda sua história. Primeiro devo dizer que é uma linda história de superação e coragem.

A questão é essa, nas palavras dela: “Trabalhei como funcionária por mais de 18 anos na área financeira. Mas Sou publicitária por formação e sempre me sentia um pouco frustrada por não exercer a minha profissão. Sempre fui considerada pelos meus empregadores como uma ótima funcionária, embora os elogios jamais tenham sido compatíveis com o meu salário (…).

O destino virou minha vida pelo avesso, e através de uma história longa e complexa, agora encontro-me passando por cima do medo e enfrentando a dureza de ser proprietária de uma pequena loja (…).

Nela faço criações de identidades visuais para festas e eventos. A maioria quer pagar pouco e ter qualidade, mas fica inviável.

Não tenho concorrentes perto, mas os autônomos que oferecem este serviço na internet bombam. Será que o erro está aí?  

Me dê um “help”, por favor! Amo o que faço, mas não sei se consigo pagar o aluguel do mas que vem”. 

Powered by Rock Convert

Renata, vamos lá:

1) Você precisa realmente de uma loja física para fazer o que todo mundo faz através de loja virtual? Mudar a estrutura não quer dizer andar pra trás, mas, sim, ajustar o foco.

2) Se os clientes não querem pagar seu preço, das duas uma: ou está caro ou eles não percebem o seu real valor. Ou seja: ou o preço está errado ou você está atingindo os clientes errados.

3) Onde estão os bons clientes? Como chegar até eles? Como se comunicar com ele?

Insisto em dizer que é a passividade que está destruindo empresas.

É necessário levantar da cadeira e ir buscar.

Portanto, reflita sobre isso. “O que fazer” você já sabe. A charada está agora em “Como Fazer”.

Me adicione no Facebook, no Instagram e no Spotify.

#BóraVoar

Powered by Rock Convert

Veja pode se interessar também por estes posts:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.