A força do boca-a-boca para a classe média

Em 2011, o pobre ascendeu à classe média brasileira deu um cheque R$1,1 trilhão para somar o consumo brasileiro, de acordo com a Secretaria de Assuntos Estratégicos da Presidência da República.  Acha pouco?  Então veja isso: essa quantia é mais do que a soma do PIB anual da Argentina, Paraguai, Portugal e Uruguai!

As oportunidades de consumo para esses novos consumidores são inúmeras e só limitadas pela criatividade das empresas em oferecer produtos e serviços que se adequem às reais necessidades destas pessoas.  Mas antes disso é necessário que se conheça de fato o misterioso universo de consumo que cerca a nova classe média brasileira.

Por exemplo, quase 80% destes vorazes consumidores preferem ouvir seus pares a acreditar em comunicações – às vezes supersofisticadas demais! – que veem na TV ou ouvem no rádio.  Tá aí uma excelente dica: conheça os formadores de opinião deste novo grupo e traga-o para si, tornando ele um verdadeiro propagador dos seus produtos e serviços.

Esse novo perfil oferece grande oportunidade para qualquer tipo de organização vender seus ideais para compradores com muito dinheiro no bolso, alta capacidade de endividamento, ainda virgem de consumo e cada vez maior.

Pense nisso e conte para gente sua história de sucesso com esta nova classe social.  Um abraço,

Diego Maia

www.diegomaia.com.br

 

Grupo CDPV – www.grupocdpv.com.br

www.cdpv.com.br | www.cdpvseminarios.com.br | www.ogni.com.br

www.v3publicidade.com.br | www.rhvendas.com.br

Veja pode se interessar também por estes posts:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.