Como negociar melhor?

O erro das pessoas é achar que negociar é uma “guerra” onde um precisa sempre sair vitorioso e o outro, derrotado! Vamos desconstruir essa ideia ERRADA?

Inicialmente, uma das minhas habilidades é a prática de NEGOCIAR.

Eu viajo o Brasil inteiro ministrando palestras e treinamentos para times dos mais variados segmentos e este tema sempre é solicitado.

Este mês mesmo, por exemplo, estou ministrando diversas turmas do curso “Negociação de Alto Impacto” em várias capitais brasileiras.

O principal erro, muito comum para a maioria das pessoas, é achar que uma negociação é uma espécie de “guerra”. Em outras palavras, é como se um dos lados precisasse sempre sair vitorioso e, o outro, derrotado. Isto é um tremendo engano!

A alegria de quem fechou um acordo precisa ser tão contagiante quanto o da outra parte, se não o sentimento sempre será de perda, de derrota.

Powered by Rock Convert

Tem muita gente também que acha que  negociar significa baixar seus preços para chegar a um acordo. Se assim fosse, bastaria que as empresas tivessem um bom aplicativo para o cliente informar o preço que quer pagar e o próprio algorítimo responderia, dizendo se o preço está bom ou não.

O objetivo de quem trabalha fazendo negociações – do dentista ao gerente de vendas, por exemplo, é chegar a um acordo sobre a proposta que está sendo oferecida.

O foco das atenções deve estar na solução que seu produto ou serviço proporciona. Este é o ponto chave das negociações e não o preço daquilo que você vende.

Em suma, negociação está mais para um relacionamento do que para uma guerra. O dia que você compreender a essência disto os seus resultados serão  muito melhores!

Portanto, anote ai minha palavra do dia: APRENDER!

Me adicione no Facebook, no Instagram e no Spotify.

#BóraVoar?

Diego Maia é um dos palestrantes de vendas e motivação mais contratados do Brasil, com atuação também em Portugal, Argentina e Estados Unidos. Leve Diego Maia para sua convenção de vendas!
Solicite uma cotação clicando aqui!

Veja pode se interessar também por estes posts:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.