Dicas para quem trabalha no modelo home office

Para o empregado, o trabalho virtual cria espaço para um melhor equilíbrio entre questões pessoais e profissionais.

Dicas para quem trabalha em home office

Trabalhar remotamente, ou como se diz por aí, em home office, agora é mais a regra do que a exceção. Já falei sobre isto em outros épocas, veja aqui.

Diversas ferramentas facilitam a relação da empresa e funcionários, permitindo um horário flexível, onde nem todos têm a obrigação de estar sob o mesmo teto.

Para o empregado, a vida de trabalho virtual cria espaço para um melhor equilíbrio entre questões pessoais e profissionais. Para o empregador, o deslocamento e o trânsito caótico das cidades deixam de ser um  obstáculo ou um fator de custo na hora de decidir quem contratar.

Por outro lado, a falta de conectividade com os demais membros da equipe e a falta de presença junto aos gestores  (o olho no olho) são desafios clássicos que precisam ser levados em consideração.

Aí vão algumas dicas para quem trabalha ou deseja, no futuro, trabalhar remotamente.

Powered by Rock Convert

1. Organize um plano de trabalho. Elaborar um plano de tarefas diárias ou semanais ajudam a definir o que é esperado de cada pessoa. Desta forma, todos podem manter o controle de suas atribuições e passam a se responsabilizar pelas entregas e não pela politicagem de um escritório. Existem vários sistemas de gerenciamento de projetos disponíveis, mas uma planilha coletiva pode ser útil também.

2. Tem que ter um olho no olho, mesmo que por Skype.

3. Tem que ter contato verbal, por telefone.  Minhas proposta é que os gestores definam  um tempo no início do dia para se comunicar com sua equipe por telefone para analisar e responder perguntas. E-mails são fundamentais, mas a interpretação pode colocar tudo a perder.

4. Expectativas claras, de ambos os lados.  No home office a colaboração é mais complicada e o chefe não está presente para ajudar. Além do plano de ações que falei no item 1, é necessário que as metas e prazos estejam claramente definidos e ajustados.

Semelhante a trabalhar em um escritório tradicional, o home office deve oferecer oportunidade de crescer e ser reconhecido. Se não tem, não vale. Nem pra empresa, nem pro profissional. A não ser que seja freela. Mas aí é outra história. 

Aproveite e me adicione no Facebook e no LinkedIn.

Veja pode se interessar também por estes posts:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.