Dúvida de uma corretora de imóveis

Ela pensa em trabalhar sozinha no setor de usados, mas entende os desafios.

Dúvida de uma corretora de imóveis

Cristina é corretora de imóveis numa grande incorporadora nacional desde 2010. Desde sempre ela tem conseguido se manter bem, mesmo com os altos e baixos do setor. Só que Cristina não está conseguindo pensar com clareza sobre os rumos de sua profissão. Ela pensa em se dedicar no setor de imóveis usados (‘avulsos’ ou ‘prontos’, para os íntimos), trabalhando por conta própria. Mas ao mesmo tempo bate uma angústia: ela entende que trabalhar sozinha é mais difícil, seja no cumprimento de horários, nos desvios que trabalhar em casa proporciona… Cristina pensa que pode dormir demais e perder o bonde.

Cristina, existe algo muito claro: o setor de imóveis usados é o futuro do mercado imobiliário, mesmo com o mercado de lançamentos aquecido e valorizado. O trabalho é mais complexo e exige muita disciplina e dedicação. Transacionar imóveis usados pode se tornar uma experiência ruim para todos os lados envolvidos se o corretor falhar.

Trabalhar por conta própria neste segmento é o desejo de muitos, pois acham que ganhariam mais se não tivessem ligados a alguma empresa. Como tudo na vida, tem o lado bom e o lado ruim. Numa empresa você tem marca, infraestrutura, plantões definidos, computadores, internet, anúncios, uma boa sala para receber clientes… Por conta própria você pode até ter isso tudo, mas terá que arcar, sozinha com todos estes gastos. Você será sua gerente, sua diretora, sua divulgadora… Entendo que isto não significa necessariamente “subir na carreira”. Isto, para mim, é uma questão de decisão de seu próprio futuro.

Outro ponto de reflexão: corretores de lançamentos, em geral, dominam pouco ou quase nada dos aspectos burocráticos e legais dos imóveis usados. Existem casos de sucesso de pessoas que vendem bem ambos os setores, mas é incomum.

Penso que um bom caminho é você se tornar especialista em imóveis usados; pode ser trabalhando numa empresa sólida, pode ser fazendo cursos específicos, se tornando perita avaliadora, por exemplo. Pode ser tudo isso junto!

Enquanto isso você pode amadurecer a ideia de trabalhar por conta própria. Coloque no papel e pese os prós e os contras! Se jogue no que for mais interessante e lembre sempre: uma visão sem execução, é alucinação. 

Aproveite o embalo e me adicione no Facebook e no LinkedIn.

Veja pode se interessar também por estes posts:

4 ideias sobre “Dúvida de uma corretora de imóveis

  1. Boa Trde! Diego, sou corretor de imóvel, e le o conselho que vc. deu para a colega Cristiane, sobre imóveis novos , e usados, tanto um como o outro, é preciso estratégia, eu já trabalhei tanto com novos usados, senti dificuldade em vender não sei porque, só que estou pensando em desistir da profissão, ultimamente estou trabalhando com vendas de outros produtos para poder sobreviver. No seguimento de carimbos, crachás, cartões de visita… etc.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.