O que você faria pelo seu chefe?

Powered by Rock Convert

Há algum tempo eu compartilhei com minha audiência esse fato verídico e bem polêmico que aconteceu na Flórida, nos EUA.

Debbie tinha uma chefe que estava doente e precisava de uma doação de rim. Generosa, o que a colaboradora fez? Resolveu doar um dos seus rins para a chefe. Sim, você ouviu certo: a funcionária resolveu doar um rim para a chefe.

A cirurgia aconteceu, a chefe foi salva, mas… ainda em reabilitação, Debbie, a funcionaria doadora, precisou faltar alguns dias ao trabalho e deixou de executar umas tarefas importantes.

Adivinhe como que a chefe reagiu? Demitindo a colaboradora-doadora.

Powered by Rock Convert

A ex-funcionária entrou na Justiça contra a empresa, não engoliu aquela história. A empresa divulgou um comunicado dizendo que Debbie foi tratada de forma correta e que ela está se aproveitando de um gesto de generosidade para fazer reivindicações sem sentido.

O que você faria?

Sendo chefe: atitudes generosas e altruístas devem ser consideradas na análise de um colaborador?

E se fosse o seu chefe, o que faria? Estaria disposto a doar seu próprio rim para salvar a vida dele?

Participe do maior treinamento de vendas gratuito já realizado na internet: “300 Dias para o Sucesso” vai te posicionar na rota do sucesso. Se inscreva gratuitamente no canal do Diego Maia no Youtube e não esqueça de ativar as notificações!

#BóraVoar?

Diego Maia é o palestrante de vendas e motivação mais contratado do Brasil, com expressiva atuação em Portugal. Recentemente foi eleito um dos 10 maiores influenciadores de vendas do país.

Contrate uma palestra do Diego Maia para sua convenção de vendas: faça sua cotação clicando aqui



4 ideias sobre “O que você faria pelo seu chefe?

  1. É, meu amigo. Essa Chefe literalmente arrancou o rim da funcionária. Mas, brincadeiras à parte, a atitude da funcionária foi sim uma demonstração belíssima de solidariedade e ponto final. Não acredito que tenha sido demitida por causa da recuperação pela cirurgia. Isso seria cruel demais. Problemas corporativos surgem a todo momento e junto com eles, demissões, punições, etc. Mais cruel teria sido essa funcionária ter doado seu órgão em troca de favores ou atenuantes no ambiente de trabalho. Isso seria pouco profissional e motivo de demissão.

  2. Acho que independente do camarada ser chefe ou não, temos que ser solidários com as pessoas, considero essa uma virtude espetacular de ajudar e sensibilizar-se com próximo. Não posso acreditar que a chefe tenha demitido a pessoa por um ato humano (se verdadeiro), deve existir outros motivos!

    EDM.

  3. Acredito que ela fez o que faria por qualquer pessoa. Foi solidária. E essa falta de retribuição dos chefes é muito comum. Colaboradores são humanos e chefes são empresários. Nem por isso devemos deixar de agir como acreditamos ser o correto. Nada deve ser feito apenas por reciprocidade e sim por princípios, que independente de empresa ou chefes sempre serão os mesmos.

  4. Obrigado pela participação, gente!. O tema é bem polêmico, mesmo. Continuem visitando o blog que já, já virão mais novidades. Um abraço, Diego.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.