O tal do Fluxo de Caixa

Renato escreve: “ouço o suas dicas quase que diariamente no rádio e são ótimas. Adquiri um bar e lanchonete ha alguns meses e estou com uma dúvida vital. De todo o meu faturamento mensal, gostaria de saber qual a porcentagem que devo me pautar para saber o que é lucro meu e o que é fluxo de caixa, ou seja, que fica para a empresa. Pode me ajudar?”

Claro que posso, Renato! Continue lendo este post e veja minhas ideias!

Renato, como você está iniciando no ramo, deve ter um controle através de uma planilha de fluxo de caixa. Neste fluxo você devera ter suas contas a pagar (fornecedores e impostos), despesas fixas (água, luz, tel, folha, aluguel…), despesas variáveis (comissões, publicidade…)  e também sua receita total.

Powered by Rock Convert

A soma de todas suas despesas e contas a pagar, forma sua necessidade de giro. Deduzindo da receita gera sua margem liquida, visto que já incluiu em contas a pagar o imposto.

O ideal é que você separe suas receitas por mercadorias, assim terá uma visão melhor de sua margem por produto.

Eu e minha equipe criamos uma planilha simplificada de Fluxo de Caixa. E posso enviar, gratuitamente, para o quem solicitar. Para tanto, mande uma mensagem clicando aqui. 

 

Powered by Rock Convert

Veja pode se interessar também por estes posts:

5 ideias sobre “O tal do Fluxo de Caixa

  1. Boa noite, Diego!
    Amigo você pode me mandar esta planilha fluxo de caixa simplificado?
    Sou sócio proprietário de uma metalúrgica o administrador. e gastaria
    de uma dica como elaborar e formar uma proposta de preço.
    obrigado fico no aguardo,

    Adilson,

  2. Pingback: Blog do Diego Maia - Ideias, ferramentas e dicas para turbinar os seus trabalhos Diferenciais para montar um restaurante | Blog do Diego Maia

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.