Erros estúpidos que (quase) todos nós cometemos

Por mais inteligente e dedicado que seja um profissional, ele nunca estará imune de cometer erros estúpidos, erros que podem levar sua carreira, sua equipe e sua empresa para lona.

Passei um tempo dedicado a identificar estes erros, super comuns e que você pode estar cometendo agorinha mesmo. Separei três deles. Continue lendo e confira…

1. Passar muito tempo pensando e pouco tempo fazendo.

Planejamento e preparação são ingredientes importantes para alcançar o sucesso, mas o mais importante é a ação. Ideal mesmo é dedicar 10% do tempo no planejamento e os outros 90% agindo.

2. Esperar ser promovido antes de começar a fazer o trabalho do cargo que pleiteia.

Pensa comigo: se você quiser ser um líder por exemplo, você precisa para começar a liderar. Liderança não é um título ou uma posição; liderança é ação, influência e capacidade para gerar resultados.

Esperar a promoção chegar para exercer o papel que deseja é como querer ser escolhido para uma equipe de futebol antes de aprender a ser bom no futebol. 

3. Fã da complexidade.

Sim, nós temos uma tendência natural para complicar as coisas. A complexidade é a inimiga da execução e limita bastante os nossos resultados. Simplificar deve ser um lema presente em todas as empresas e equipes, pode acreditar.

Ação, Execução e Simplificação. Coloca em prática e confira como estes ingredientes podem impulsionar sua carreira, sua equipe e sua empresa.

Me adicione no Facebook, na SoundCloud e no Instagram.

 

 

Encare os problemas como oportunidades

Tem gente que quando erra e é penalizado por seu erro, “cai atirando”, falando mal de tudo e de todos.

Outros se condenam e se penalizam tanto que machucam não apenas a sua alma, mas a sua tão necessária motivação diária.

Outros se vitimizam e por vezes se tornam escravos de sua própria vitimização.

Precisamos entender que ERRO é pra ser cometido e aprendido. E, claro,  não para ser repetido. Precisamos ficar sempre alertas e assumir o compromisso de errar erros novos, conscientes de que erraremos sempre…

Dito isto, reforço: não importa qual seja a situação, identifique os aspectos positivos e de aprendizado e siga em frente.

As pessoas felizes com sua vida e realizadas em seu trabalho vêem tudo como uma oportunidade – para o crescimento, para a mudança, para a inovação. Mesmo no erro, mesmo na cena triste.

É você quem decide: quando há um problema você vê oportunidades e o transforma em vantagens ou continua sendo vítima propagando as mas práticas, condenado a desmotivação.

A gênia Cora Coralina tem uma frase muito adequada para este nosso momento: “Mesmo quando tudo parece desabar, cabe a mim decidir entre rir ou chorar, ir ou ficar, desistir ou lutar; porque descobri, no caminho incerto da vida, que o mais importante é o decidir.

Um líder acessível faz toda a diferença

É claro que isto é óbvio: o gestor que quer construir um time engajado precisa se envolver. 

Isso significa que líderes precisam trabalhar duro para se conectar, cara-a-cara, com seus colaboradores.

E podem fazer isso de várias formas:  uma caminhada no quarteirão da empresa, um happy hour, um almoço ou pit stops durante o expediente para responder perguntas e dar ideias.

Mas a maioria dos líderes simplesmente alega que não possui tempo suficiente para estas coisas. São gestores que se guardam no claustro de suas salas. Continue lendo…

A sugestão é manter as linhas de comunicação abertas e encontrar maneiras de se conectar com os funcionários sempre que possível, seja pessoalmente (quando a oportunidade se apresenta), ou virtualmente via e-mail, Whatsapp e outro tipo de correspondência eletrônica. Ser acessível é essencial para uma liderança eficaz.

Sem acessibilidade não há engajamento, posso assegurar.  Mas tão poderosa quanto a acessibilidade é ter a confiança de assumir seus erros e admitir quando você está errado.

Ser um líder não significa que você está sempre certo ou que você não vai errar. Liderança é ventilar as razões pelas quais você fez alguma coisa e corrigir rotas quando necessário.

Pare e pense no que você prefere: confiar em uma pessoa que nega a responsabilidade sobre todas as falhas ou a pessoa que admite seu erro e, em seguida, apresenta um plano para que ele não se repita?

Colaboradores acreditam em líderes humanos, que são acessíveis, que reconhecem suas falhas e que mostram caminhos.

Estas são posturas decisivas para o sucesso de um empresário ou gestor, de qualquer ramo e segmento.

Tem mais ideias de gestão aqui.

Pense nisso e me adicione no Facebook e no Instagram.

Os 10 maiores erros do vendedor

Os 10 maiores erros do vendedor

Carla enviou uma mensagem bacana falando que é uma profissional de vendas em uma empresa de cosméticos. Ela já atua neste setor há alguns anos e, embora não tenha qualquer tabulação ou controle do fluxo de seus atendimentos e conversões de vendas, ela acha que, cada dia que passa, tem fechado menos negócios.

Ela se pergunta diariamente o que pode fazer, já que atende muito bem todos os seus clientes, com máxima simpatia e dedicação. Por isso resolveu me escrever, pedindo uma ideia, uma luz ou um palpite do que ela pode fazer para melhorar sua performance e, claro, seus ganhos.

Maiores erros do vendedorCarla, muito obrigado por seu contato. Eu  publiquei um e-book gratuito relatando os 10 maiores erros do vendedor

Um dos erros que relato por lá, muito comum a vendedores de todos os ramos e tipos, é o ato de preconceituar o cliente pela aparência ou forma de falar.

Só porque o cliente não se veste adequadamente para aquela situação, não apresenta postura profissional ou não aparenta ter “bala na agulha” para fechar negócio contigo, não quer dizer que ele não é potencial para o seu negócio.

Leia também: Como encantar clientes

Várias são as histórias que reforçam que falta de humildade e pré-conceito não ajudam em nada um vendedor. Quantos e quantos negócios são perdidos porque o vendedor simplesmente não acredita no potencial do cliente?

A dica é: atenda todo cliente como se fosse único, afinal, eles que pagam o nosso salário. Inclusive para aqueles que afirmam que “só estão olhando” ou entram numa loja “só para efetuar uma troca”.

Leia também: Afinal o que o cliente quer? Preço ou qualidade? 

Cliente sem potencial hoje pode ser um grande comprador amanhã… Proporcionar um atendimento cinco estrelas para todo tipo e demanda de cliente é um caminho de sucesso.

Pense nisso e baixe gratuitamente o e-bookOs 10 Maiores Erros do Vendedor clicando aqui.

As desculpas nossas de cada dia…

Eu so fiz o que me mandaram... DIEGO MAIA

Se tem algo que afeta o ambiente de trabalho e a produtividade profissional é o fato de buscarmos, sempre, uma desculpa para nossas falhas.

O fato é que nosso instinto é dar desculpas. Na história de Adão e Eva, quando Deus chegou ao Jardim do Éden e perguntou por que Adão comeu o fruto proibido, Adão respondeu que “foi a mulher quem deu o fruto para ele”.

No dia a dia acontece a mesma coisa. Dificilmente as pessoas chamam a responsabilidade para si sem saber, que a cada gesto desta natureza, cavam mais um pouco a derrocada de sua reputação e de sua empregabilidade.

Todos estão sujeitos a errar. Quando isso acontece, assumir a responsabilidade é o melhor caminho, por mais dolorido que seja. Buscar desculpas e inventar histórias para justificar falhas é um ato grave!

Selecionei o Top 10 das desculpas que prejudicam tudo e a todos. Qual destas você já usou? E qual a que mais escuta por aí? Confira…

Continuar lendo

Os 2 tipos de erros…

“Uma pedra intransponível para o pessimista, é uma pedra de apoio para o otimista”

Eleanor Roosevelt.

Cometer um grande erro, daqueles que fazem com que a vida se desequilibre – seja na esfera profissional ou pessoal – e tudo saia do lugar, não significa que é hora de jogar a toalha.

Eu acredito que aprendemos muito mais com as derrotas do que com as vitórias. Basta ter mente aberta e refletir profundamente sobre os erros.

Existem 2 tipos de erros: o erro novo e o desleixo.

Erro novo é aquela falha sadia, que sempre vamos cometer. Não existe profissional perfeito, não existe empresa perfeita, todo mundo vai errar e continuar errando. Cometer o erro novo é necessário para evolução da espécie.

Já o erro na base do desleixo é um mal que está assolando as empresas brasileiras. É o erro reincidente. É errar sempre a mesma coisa. Como você vê, eu realmente acho que isto seja desleixo.

Estes desleixos acontecem por vários motivos. Os mais comuns são esses:

  • Falta de atenção às regras, processos e políticas da empresa. A pessoa erra por não estar concentrada.
  • A pessoa não está concentrada porque não curte o que está fazendo, e fica com um olho aqui e outro em outro lugar. Ninguém consegue êxito servindo a dois senhores, já diz um princípio bíblico.
  • Falta de comprometimento, que é uma variação da falta de motivação, que por sua vez é uma variação da falta de visão, e que, no fundo, no fundo, é falta de compromisso consigo mesmo e não com a empresa.

Errar custa caro quando está na linha do desleixo. Mas é um investimento – do profissional e da empresa – quando se pode aprender com as falhas.

E você aí? Errando erros novos ou repetindo os velhos erros? Me conta!

Me adicione no Facebook. Clique aqui.