Como fazer o cliente te procurar?

Primeiramente, você sabe como fazer o cliente te procurar?

Com ventos favoráveis ou nem tão favoráveis assim, é sempre importante pensar em como ampliar os resultados de sua empresa.

E isto vale para todo tipo de negócio. De uma clínica médica a, por exemplo, um distribuidor de alimentos. De uma farmácia a escritório de advocacia.

Que ações simples ou com baixo custo podem fazer o cliente procurar você? Pra toda ação existe uma reação. Quer ver só?

Estar mais perto do cliente é ação de ordem para quem não quer perdê-lo para a concorrência. Ligar hoje para os clientes que não compram de você há 6 meses pode desencadear uma série de novos pedidos.

Mas tem que ser uma ligação ao estilo “prestação de serviços” e não com a sensação de que quer vender alguma coisa. Por exemplo: se meu dentista ligasse hoje dizendo que já passei do prazo para fazer uma revisão, eu agendaria uma consulta instantaneamente.

Da mesma forma que se a minha loja preferida de roupas ligasse hoje dizendo que chegou uma nova coleção de camisas sociais e dizendo que estou sumido, eu iria lá muito rapidamente.

Se a loja de informática que costumo comprar equipamentos me telefonasse apenas para perguntar se estou precisando de algo, eu mandaria vir um mouse óptico sem fio com urgência.

Se meu agente de viagens fizesse contato comigo hoje, eu pediria algumas cotações tendo em vista minhas próximas férias.

O problema é que estas pessoas e empresas não ligam. Não ligam pra mim, nem pra você.

Para se destacar, empresas e profissionais certamente precisam se antecipar às demandas e cavar oportunidades. Precisam deixar de lado a passividade e ir buscar o cliente, que está cada vez mais sem tempo.

Portanto, algo precisa ser feito se você pretende se destacar e ganhar mercados.

Me adicione no Facebook, no Instagram e no Spotify.

#BóraVoar

Três perguntas que você deve se fazer todas as manhãs

Antes de começar meu trabalho diário, primeiramente me faço três perguntas. No entanto, as respostas que consigo construir mudam de um dia para o outro; esta tem sido uma ferramenta incrível para superar as barreiras e conquistar. Por isso compartilho contigo esta minha tática pessoal. Confira:

1 – O que precisa ser feito hoje, a fim de alcançar meus objetivos?

Minha proposta é que você identifique suas responsabilidades diárias, tanto as de curto prazo e as de longo prazo e planeje seu dia de acordo com elas. Entender bem a diferença entre tarefas urgentes e importantes é o caminho.

2 – Qual é o meu papel na empresa e como eu posso ampliar minha participação?

Busque entender porque você é importante na sua empresa e como suas contribuições fazem (ou podem fazer) a diferença. Isto lhe permite enxergar claramente a relação de cada esforço ao resultado final da companhia, por mais simples que sejam suas responsabilidades. Isto vale para todos os cargos e perfis, do servente ao presidente. Se você não acredita em seu trabalho e no seu papel dentro da empresa, essa mentalidade negativa vai impulsionar sua produtividade e sua carreira para o buraco.

3 – Tenho domínio sobre as interferências que prejudicam minha produtividade ou as interferências me controlam?

Portanto, repare o quanto as distrações do dia a dia impactam negativamente a sua produtividade. Cada mensagem de Whatsapp lida durante o expediente corrói a sua produtividade. O mesmo vale para aquela expiadela ingênua no Facebook, os cliques contínuos no “enviar e receber” de seu e-mail, aquele papo atravessado com os colegas que nada agregam ao seu propósito…

Leia também: Conheça o treinamento “Vendas de Alto Impacto”

Sugestão para combater estes males:

  • Abra e-mails somente em horas cheias;
  • Whatsapp e Facebook somente na hora de almoço e no final do expediente;
  • Papos somente sobre aquilo que interessa;
  • Cada minuto perdido é um minuto a menos para seu êxito profissional.

Me adicione no Facebook, no Instagram e no Spotify.

Resumindo… #BóraVoar!

Só existe um chefe: o cliente

Tudo gira em torno das vendas. Por exemplo, aluno de escola é o cliente da escola; paciente é cliente; usuário do transporte é cliente…

Sam Walton, fundador da grande rede de hipermercados Walmart tem uma frase memorável sobre isso.

Ele dizia assim: “Só existe um chefe: o cliente, e ele pode demitir todas as pessoas da empresa. Do presidente do conselho até o faxineiro. Simplesmente levando o dinheiro para gastar em outro lugar”.

Eu concordo plenamente com ele!

Leia também: Descomplique a vida de seu cliente

Em outras palavras, não existe cliente bom ou cliente ruim. Para mim, o cliente sempre é um cliente; até mesmo quando não tem condição de comprar agora o que estamos vendendo.

Além disso, eu certamente não entendo como muitas empresas gastam rios de dinheiro em publicidade se não atendem o cliente com profissionalismo.

Não entendo taxista que tá reclamando da concorrência, que não atende o seu cliente com profissionalismo e bom humor.

Leia também: Os 10 maiores erros do vendedor

Não entendo vendedor de loja que não sorri, que não olha no olho, que já classifica  o cliente só pela roupa ou pela aparência…

Portanto, valorize o cliente de sua empresa porque, independente do cargo que você ocupa, ele que paga o seu salário.

Aproveite e me adicione no Facebook, no Instagram e no Spotify!

#BóraVoar

Faça parte da solução e não do problema!

Embora não existam pesquisas sobre o assunto, é possível dizer que, em geral, 90% dos funcionários de uma empresa são medianos e somente 10% fazem a diferença.

Ou seja, a quase totalidade cumpre rotinas burocráticas e são cumpridores, quando muito, de suas tarefas, horários e atribuições.

São pessoas que vão para o trabalho com o corpo mas deixam seus corações do lado de fora.

Qual seria o resultado de uma empresa se esta conta fosse invertida, que a grande maioria fizesse a diferença, que atendesse um cliente com vontade de resolver, que se comprometesse de verdade com a qualidade do seu trabalho, que fosse prestativa, que fizesse do seu trabalho muito mais do que uma tarefa?

Se você é gestor ou empresário, desenvolva ações para disseminar a iniciativa de fazer, de ser uma solução e não um problema. Combata o corpo mole com exemplos de gente bem sucedida, com a projeção de onde a empresa estaria se a maioria fosse engajada de verdade.

Tem muito colaborador que acha que fazer o básico é suficiente para a empresa ser competitiva e garantir o seu emprego.

Tremendo ERRO!

Pessoas comprometidas ajudam a empresa a aumentar a receita,  ajudam um colega a resolver algo importante, estão sempre melhorando as atividades que o rodeiam, geram ideias que diminuem custos e reduzem o tempo gasto em uma atividade.

Faça parte da solução e não do problema! 

Talento sem execução não serve de nada

Imagine um jovem cheio de talento para o futebol. De que lhe serve o talento, se ele não treinar, treinar e treinar até transformar o talento em excelência?

Mozart produziu mais de 600 músicas. Darwin escreveu exatas 109 publicações e apenas UMA foi a Teoria da Evolução.  Já Albert Einstein publicou 248 teses, UMA delas a respeito da Teoria da Relatividade. Freud publicou 350 teses. Rembrandt produziu 350 pinturas. E Thomas Edison fez mais de 2.000 experiências até inventar a lâmpada e mais NOVE MIL para aperfeiçoá-la.

Sem lembrar de Picasso que criou mais de 20 mil obras artísticas. Por isso tudo, a ação é mais importante que a ideia. E buscar formas de evoluir, ler mais jornais, revistas e fazendo cursos dos mais diversos é o caminho para ampliar o seu nível de conhecimento.

A pessoa que passa todas as barreiras e chega aonde chegou, seja no dia-a-dia corporativo, seja numa pequena loja ou montando um negócio, esse sim é o verdadeiro INOVADOR. Um revolucionário. Boas ideias sem ação NÃO servem para NADA!

Boas ideias sem treinamento também. Já disseram que você erra 100% dos chutes que não dá. Então, mãos à obra!

Se você quer ser um líder mais assertivo e com ações inovadoras, faça LAP. A formação para Líderes de Alta Performance. Acesse o site e saiba mais!

Aproveite para me seguir no Instagram!

Tem que INOVAR

Tudo enferruja cada vez mais rápido. Não só produtos e serviços desaparecem, mas indústrias inteiras estão sendo substituídas por soluções inovadoras. Quase sempre sustentadas pela tecnologia.

Tenho reparado que esta tem se tornado uma das maiores preocupações do empresariado brasileiro. Independente do seu tamanho e do seu fôlego para investimentos. Desde sempre as maiores preocupações estavam alinhadas à temas relacionados a contratação de pessoal, a absurda complexidade tributária, nas formas de atrair e reter clientes. Mas de que adianta dominar esses aspectos e superar as relevantes dificuldades desses assuntos, se agora corremos o risco de sermos engolidos por uma proposta mais moderna, inovadora e cheia de gás?

Dessa maneira, o foco de todo o empresário passa a ser: buscar formas diferentes para mudar para melhor aquilo que você vende hoje. Algumas pessoas têm facilidade para inovar porque são mais ousadas. Todo o inovador questiona os processos, desafiam os modelos pré-estabelecidos…

Leia também – Renove, Reinvente, Repense

A falha que muitos comentem é ficar aguardando uma suposta circunstância se é ideal para fazer as coisas. Sem saber que a circunstância ideal NÃO existe. Devemos sim ter esperança, mas do verbo esperançar, não a do verbo ESPERAR. Quer uma dica simples para ser mais inovador aí no seu trabalho, no seu lugar? Saia do Facebook e do WhatsApp. Leia reportagens e livros de inovadores talentosos. Sempre fazendo um paralelo com sua empresa, seus produtos, seus serviços e suas carreiras.

Todos os meus áudios estão disponíveis na plataforma de Podcasts do iTunes ou acessíveis pelo Iphone ou iPad. Para acessar meus áudios através do Android ou mesmo ler os meus textos, continue neste blog. Têm muitos textos sobre este e inúmeros temas. Boa leitura!

Não esquece me adicionar no LinkedIn!!

O perfil do vendedor atual

Meu amigo, você quer vender mais e melhorar o desempenho na hora de lidar com seus clientes? Primeiro você tem que ter em mente que ninguém nasce vendedor, mas gostar e ter paixão de servir as pessoas devem ser condições de um aspirante a vendedor. Afinal, tudo feito com vontade gera resultados muito mais significativos.

Outra característica fundamental é a sua capacidade de comunicação. Você deve ser paciente e atento ao cliente. Fale com clareza, naturalidade, mas com convicção e interaja. Saiba o momento certo de abordá-lo com gentileza, mostrando os benefícios do seu produto ou serviço e, principalmente, porque o comprador deve fechar negócio com VOCÊ.

Tente desenvolver ao máximo suas habilidades para entender o comportamento dos clientes. É preciso que você consiga interpretar as necessidades deles e aprenda conviver com pessoas diferentes, tornando-se capaz de vender para qualquer tipo de cliente. Detectar as preferências dos consumidores assim que entrar em contanto com eles e descobrir o que oferecer, usando o melhor argumento são algumas das ferramentas que você poderá aprender.

Vender é essencialmente atitude. Querer vender faz muita diferença no trabalho. Tenha atitude positiva, metas desafiadoras e mostre esforço e determinação.

Pense nisso e me adicione no Facebook!

 

 

Pra ser um vencedor, é preciso ser o melhor

Todo mundo fala sobre a importância de amar o que faz, mas se você é um dos mil fazendo a mesma coisa da mesma forma, mesmo que goste, é mais do mesmo.

Leia também: Ações que fazem o cliente procurar você

Pra ser um vencedor no mundo empresarial é preciso ser O MELHOR naquilo que está fazendo. Quer saber como?

Experiências valem. Contam e muito. Mas é sempre é importante lembrar: o que você tem feito que te equipara aos colegas e aos concorrentes?

Leia também: Inovação é dizer não para mil coisas! 

O que você pode fazer de diferente, com o intuito de atingir níveis melhores de reciprocidade do cliente ou do chefe?

Temos que entender uma coisa muito importante: as ideias que não são executadas não existem. Ideias são apenas pensamentos. Todo mundo tem. Ideias no papel são apenas ideias no papel.

Todo mundo tem ou pode ter. A única diferença é que você faz. O que você executar. O que você entregar. Todo o resto é apenas uma alucinação, um sonho.

Foque em colocar suas ideias em prática. Nada além disso importa.

Me adicione no Facebook, no Instagram e no Twitter.

Francisco Guarisa, Dir. Marketing da TAP, revela como fazer do limão uma limonada

No quadro ‘Mundo Empresarial Diego Maia entrevista’ – parte 4, o CEO do CDPV, Diego Maia, perguntou a Francisco Guarisa, Diretor de Marketing da TAP, quais foram os obstáculos enfrentados para alcançar o sucesso. Confira e inspire-se!

Acesse o canal do CDPV no Youtube e confira todas as entrevistas.

Assista também pelo Facebook.

Um diferencial para chamar de seu

Um diferencial para chamar de seuViviane escreveu comentando sua trajetória. Ela cresceu na carreira de dentista a duras penas. Decidiu por esta profissão com o sentimento de que não teria “patrão”: faria seu próprio horário, teria seus próprios clientes, não passaria necessidades, vai fazer o que gosta.

Até que resolveu empreender. Abriu seu próprio consultório em parceria com um colega, investiu tudo que tinha, os pacientes até aparecem, mas ela não está feliz, aquele brilho no olho foi apagado, não se sente vencedora. Por isso escreveu.

Vivi, todo mundo fala sobre a importância de amar o que se faz.

E isso é um bom começo. Mas é exatamente isso, um começo. 2323

Leia também: Quem não é visto não é lembrado 

O sucesso é inteiramente uma questão de decisão. Neste específico caso, de tomar decisões de surpreender a clientela e de buscar um diferencial, mesmo nas pequenas coisas.

Dizíamos antigamente que ter informação é poder. Mas nos dias de hoje, todo mundo tem acesso às mesmas informações: toda a concorrência está nivelada.

O que importa, hoje, é pensar em ações inovadoras independente do ramo que você escolha: seja trabalhar num armarinho, numa marmoraria ou como odontologista. E, claro, além disso, COLOCAR EM PRÁTICA.

O que você, independente de suas condições, cargo ou profissão, faz de diferente da concorrência?

Ser mais do mesmo garantirá o mesmo resultado que você tem hoje: frustração ou resultados dentro de uma média nem tão satisfatória.

Busque um diferencial para chamar de seu! Nada além disso funciona, pode acreditar.

Fale comigo e conte suas experiências pelo Facebook.

Recorde de público na nova palestra de Diego Maia

Centenas de pessoas compareceram ao CDPV Centro de Eventos, no Rio de Janeiro, para assistir a palestra “Como Vender Mais em 2018”. Criada e apresentada por Diego Maia, considerado um dos melhores palestrantes da atualidade, o encontro reuniu empresários, gestores e profissionais de vendas dos mais variados ramos e segmentos da economia.

“Acompanho o Diego Maia pela rádio SulAmérica Paradiso FM e sempre tive muita vontade de conhecê-lo. Estou muito feliz por esta oportunidade de agregar valor e conteúdo à minha profissão. Ele apresenta os temas mais variados de uma maneira simples, com muito dinamismo, mas sempre nos mostrando que o sucesso em vendas, e em tudo na vida, depende primordialmente de nós”, destacou Mari Aquino, da Agecor Planos de Saúde.

Na palestra, Diego Maia apresentou temas e métodos inéditos de inovação, atitude e abordagem de clientes. Mostrou, com exemplos práticos, como o pensamento de escassez influencia em resultados e apresentou técnicas para conseguir vender mesmo em meio à crise.

Atentos, todos os presentes puderam assistir ao conteúdo que destacava a importância de mirar alto, focar no que realmente importa (deixando os pormenores de lado), se livrar de crenças limitantes e genéticas. O CEO do CDPV frisou ainda que o diferencial, com qualidade e bom atendimento atrai o cliente, não somente o preço. E pontuou que hoje a experiência do cliente com o serviço prestado ou com o produto vendido é o que conta mais. O lucro é consequência.

Leia também: Maneiras para se manter confiante.

Esta palestra também teve um forte apelo social: os participantes contribuíram com centenas de brinquedos novos, que serão doados nos próximos dias para grupos de crianças amparadas por instituições que estejam passando por dificuldades. Nos próximos dias postaremos no Facebook e no Instagram do CDPV os resultados desta ação.

Faça como milhares de empresas e contrate Diego Maia para sua convenção, o mais aclamado palestrante de vendas, motivação e gestão da atualidade.

Inovar em meio à crise é uma necessidade

Em tempos competitivos, todos nós, consumidores, buscamos economizar, fazer boas escolhas financeiras e aderimos com muito mais força às promoções como um todo.

É por isso que ações como ‘pague 1 e leve 2’ funciona quase sempre; é por isso que  os shoppings no final de ano ficam com enormes filas para trocar os cupons fiscais pelos cupons de sorteios de carros e viagens.

Um dos principais legados de qualquer crise é ensinar a necessidade de inovar e surpreender o cliente. Quem insiste em fazer o mais do mesmo fica no lugar comum, quando muito. Da grande a micro, todas as empresas precisam fazer coisas diferentes.

Leia também: Ações que fazem o cliente procurar você

Eu vibrei quando vi um novo produto da companhia aérea TAP, que chama “Portugal Stopover”. Olha que sacada: a ação concede ao cliente a oportunidade de visitar dois lugares pelo preço de um! Em uma passagem para Londres ,por exemplo, é possível ficar em Lisboa ou no Porto por até 5 dias sem pagar nada a mais nas passagens.

O programa TAP – Portugal Stopover  oferece ainda descontos em hotéis, restaurantes e estadia. Tem até 1 garrafa de vinho como cortesia nos restaurantes conveniados.

Esta é ou não é uma ação que traz um impacto positivo na vida das pessoas?

E sua empresa? O que tem feito para inovar e se diferenciar da concorrência? Conta lá no meu Facebook .

 

A ameaça da bicicleta

A ameaça da bicicleta

Preste atenção nessa história que vai te fazer refletir muito:

Pelos idos dos anos 1890, a bicicleta ainda era uma invenção recente e estava enfurecendo os donos de vários comércios numa cidadezinha. Os vendedores de livros alegavam que a popularidade desse simpático meio de transporte estava diminuindo as vendas de suas livrarias, porque as pessoas não conseguiam ler enquanto andavam de bicicleta.

Continuar lendo

Inovação é dizer não para mil coisas

Inovação é dizer não para mil coisas

Empresa inovadora é aquela que cresce com consistência. Empresa inovadora é aquele que é gerida por empresários que sabem que, no cenário dinâmico que vivemos, precisam se manter permanentemente sintonizados com as melhores práticas.

Mas a verdade é que são inúmeros os impeditivos para a inovação e para o crescimento. A ideia do dia é simples: liberte-se de sentimentos e argumentos críticos que põem em xeque toda tentativa de fazer coisas diferentes na empresa e inovar.

Ou seja:  elimine de seu discurso as 10 frases que vou elencar a partir de agora…

Continuar lendo

Não dá para inovar quando o básico não é feito!

Destacado

Não dá para inovar quando o básico não é feito!

Outro dia visitei uma empresa que se dizia “inovadora”. Esta expressão é estampada em toda sua comunicação interna e externa.  Pensei que veria data centers, servidores virtualizados, ótima infraestrutura de tecnologia de informação, uma posição diferenciada na internet ou mesmo um atendimento diferenciado aos clientes… mas o que vi era oposto:

  • “servidores” e computadores com Windows pirata;
  • funcionários sem qualquer capacitação para atender clientes;
  • funcionários são contratados e não passam por qualquer tipo de ação de treinamento (mesmo que não seja a perfeita);
  • e até mesmo o simples gesto de não atender ligações de clientes e prospects (ou deixar tocar mais de 10 vezes “porque estou ocupado”).

Leia também: O sucesso empresarial está ligado diretamente a Inovação e ao Marketing

Conheço inúmeras empresas que se dizem inovadoras, mas que a  cultura é a seguinte, chegue no horário, trabalhe calado, não reclame do salário nem peça aumento, as ideias novas deixe pra depois, concentre no trabalho”.

Leia também: Superar as expectativas dos clientes é imprescindível

Como pode se auto-proclamar “inovadora” uma empresa que age assim?

Não podemos dizer que estes empresários estão errados (só eles sabem as dificuldades para chegar até os dias de hoje), mas querer inovar em empresas como estas é “dar murro em ponta de faca”.

Leia também: Inovação é dizer não para mil coisas!

Mas a ideia do dia é essa: “Não dá para inovar quando o básico não é feito!”