Pare de esperar pelo momento certo: ele simplesmente não existe

Ficar esperando o momento certo ou a oportunidade perfeita para colocar em prática seus planos é um dos maiores motivos pelos quais não conseguimos conquistar nossos objetivos.

Isso não acontece só em termos de negócios. Algumas pessoas passam anos e anos adiando seus sonhos, por acreditar que “ainda não é a hora”.

A gente esquece que o momento perfeito simplesmente não existe. Nunca há um momento certo para você começar seu projeto pessoal, para passar mais tempo com sua família, para mudar um hábito ruim ou começar um hábito bom.

O maior obstáculo para muitos de nós é simplesmente o ato de começar, de parar de deixar para amanhã aquilo que você sabe que precisa fazer hoje. Ou seja: o maior obstáculo entre você e seu plano ou mesmo entre você e o seu sonho, é você mesmo.

Comece onde você está agora e trabalhe com as ferramentas que você tem a sua disposição agora.

Vai por mim: não existe um momento certo para nada. Não existe um timing perfeito. Se parece certo, basta seguir em frente. Não espere até que tudo esteja perfeito. Isto jamais vai acontecer.

Para começar, pare de falar e comece a fazer!

Quer receber meus podcasts em primeira mão? Assine meu canal gratuitamente no Spotify, no Deezer ou no iTunes.

#BóraVoar?

Diego Maia é o palestrante de vendas e motivação mais contratado do Brasil, com expressiva atuação em Portugal. Recentemente foi eleito um dos 10 maiores influenciadores de vendas do país.

Contrate uma palestra do Diego Maia para sua convenção de vendas: faça sua cotação clicando aqui

O bom funcionário abençoa a empresa em que trabalha!

Destacado

Tudo tem mudado rapidamente: a tecnologia, a forma de fazer negócios, o modo como as pessoas se relacionam

O mundo está ficando menos previsível do que era.

Algumas coisas como a demografia e o crescimento populacional, ainda são relativamente fáceis de prever. Mas pelo jeito que as coisas andam, não é possível ter qualquer certeza de como será no futuro a relação entre empresa e funcionário.

O poder hoje está na mão dos funcionários e não mais na mão dos patrões como no passado. Isso faz parte da evolução e é louvável.

Mas percebo que nos últimos anos essa relação funcionário-empresa tem se deteriorado, gerando perdas para todos…

Num passado recente, muito mais gente nutria um alto nível de apreço por seu local de trabalho. Hoje, as reclamações, as críticas destrutivas e a negatividade predominam.

É pra mim quase uma maldição que trava o crescimento das empresas!

Funcionário que joga ou torce contra a empresa ou o chefe, não entende que ele faz parte do mesmo time, com ou sem reconhecimento, com ou sem salário bacana, com ou sem incentivo. É tão surreal que é o mesmo que torcer pro seu time de futebol perder.

O bom funcionário abençoa a empresa em que trabalha, pois é dessa empresa que ele leva o pão para sua casa.

Quer receber meus podcasts em primeira mão? Assine meu canal gratuitamente no Spotify.

#BóraVoar?

Diego Maia é o palestrante de vendas e motivação mais contratado do Brasil, com expressiva atuação em Portugal. Recentemente foi eleito um dos 10 maiores influenciadores de vendas do país.

Contrate uma palestra do Diego Maia para sua convenção de vendas: faça sua cotação clicando aqui

Como fazer o cliente te procurar?

Vender mais é uma necessidade para todo tipo de empresa:  da clínica médica ao distribuidor de alimentos. De farmácia a escritório de advocacia.

Que ações simples ou com baixo custo podem fazer o cliente procurar você?

Vai por mim: pra toda ação existe uma reação. Quer ver só?

Estar mais perto do cliente é ação de ordem para quem não quer perdê-lo para a concorrência. Ligar hoje para os clientes que não compram de você há 6 meses pode desencadear uma série de novos pedidos.

Mas tem que ser uma ligação ao estilo “prestação de serviços” e não com a sensação de que quer vender alguma coisa. Por exemplo: se meu dentista ligasse hoje dizendo que já passei do prazo para fazer uma revisão, eu agendaria uma consulta instantaneamente.

Da mesma forma que se a minha loja preferida de roupas ligasse hoje dizendo que chegou uma nova coleção de camisas sociais e dizendo que estou sumido, eu iria lá muito rapidamente.

Se a loja de informática que costumo comprar equipamentos me telefonasse apenas para perguntar se estou precisando de algo, eu mandaria vir um mouse óptico sem fio com urgência.

Se meu agente de viagens fizesse contato comigo hoje, eu pediria algumas cotações tendo em vista minhas próximas férias.

O problema é que estas pessoas e empresas não ligam. Não ligam pra mim, nem pra você.

Para se destacar, empresas e profissionais certamente precisam se antecipar às demandas e cavar oportunidades. Precisam deixar de lado a passividade e ir buscar o cliente, que está cada vez mais sem tempo.

Quer receber meus podcasts em primeira mão? Assine meu canal gratuitamente no Spotify.

#BóraVoar?

Diego Maia é o palestrante de vendas e motivação mais contratado do Brasil, com expressiva atuação em Portugal. Recentemente foi eleito um dos 10 maiores influenciadores de vendas do país.

Contrate uma palestra do Diego Maia para sua convenção de vendas: faça sua cotação clicando aqui

Como sair da Zona de Conforto

Tenho reforçado muito a ideia de que o maior impeditivo para uma vida plena de satisfação atende pelo nome: “DESCULPAS“. Sim, “desculpas”, aquelas coisas que criamos ao longo da nossa jornada para justificar o distanciamento dos nossos desejos.

São quem nos fazem cair na terrível “zona de conforto”, configurada por uma série de ações, pensamentos e comportamentos. Uma pessoa nessa condição está tão conformada que não arrisca a algo melhor mas que a causa medo, ansiedade, riscos. É uma região onde ninguém se sente ameaçado.

Estamos na Z.C. (Zona de Conforto) quando a gente fica preso aos paradigmas, as crenças e aos métodos mais cômodos de fazer as coisas. Estou me referindo tanto a coisas simples –  como mudar a arrumação de sua mesa de trabalho – quanto a implementar uma estratégia de acordo com a orientação de seu chefe ou do seu cliente.

No campo pessoal acontece o mesmo: a  gente fica sempre deixando para amanhã tudo aquilo que devemos fazer hoje, como praticar exercícios, ir ao médico, ir ao dentista, se matricular num curso… É ela, sim porque a Z.C que nos faz postergar a concretização de nossos sonhos.

Por que isto acontece? Porque mudar nossa rotina é algo realmente dolorido, a gente já está condicionado a fazer sempre as mesmas coisas, da mesma forma.

Mas então, como sair da zona de conforto?

Confira 5 passos:

1 – CONSCIENTIZE-SE

Se conscientize de que tudo aquilo que você deseja está fora de sua zona de conforto, está fora do comodismo diário que te aprisiona.

2 – ATITUDE PARA MUDAR

Você já deve ter percebido que não basta “querer mudar”. Acima de tudo, é necessário tomar a atitude de mudar e… agir, fazendo assim, sua vontade de concretizar seja mais forte do que sua procrastinação. 

3 – COLOQUE PARA GIRAR O QUE ESTÁ PARADO

O que está parado em sua vida e que deveria estar em movimento? Coloque para girar! Enquanto você dorme, tem um monte de gente realizando sonhos. AJA!

4 – ADOTE O HIPER-FOCO

Estude e adote o conceito do “Hiper-foco”. Então, quando você estiver se dedicando a uma tarefa/meta, seja forte e não permita que nada tire a sua concentração. Adotar o “Hiper-foco” transforma vidas e amplifica suas chances de sucesso. 

5 – LIBERTE-SE DA ROTINA

Não deixe a rotina aprisionar você. Logo, assista programas diferentes, caminhe por ruas diferentes, vá a lugares diferentes e conheça pessoas diferentes porque sim, isso faz toda diferença. Isto deve ser uma regra!

Sair da zona de conforto pressupõe dedicação, foco, força e a consciência de que, só ao sair dela poderá enfim, entrar em outra, melhor e ampliada.

Quer receber meus podcasts em primeira mão? Então assine meu canal gratuitamente no Spotify.

#BóraVoar?

Diego Maia é o palestrante de vendas e motivação mais contratado do Brasil, com expressiva atuação em Portugal. Recentemente foi eleito um dos 10 maiores influenciadores de vendas do país.

Contrate uma palestra do Diego Maia para sua convenção de vendas: faça sua cotação clicando aqui

Cuidado com as críticas dos papagaios!

Lembro bem de uma situação muito curiosa. Eu devia ter uns 15 anos quando uma namoradinha me disse que eu “seria mais bonito se tivesse um nariz mais fino”. Por um tempo aquilo ficou martelando na minha cabeça.  Depois felizmente eu desencanei. Mas não esqueci, tanto que estou aqui compartilhando esta história com você.

Olha, eu sempre acreditei que receber um feedback pode mudar o futuro de nossas carreiras, seja ele positivo ou negativo.

Mas devemos ter um cuidado enorme com as críticas, principalmente aquelas vindas de pessoas que não têm qualquer qualificação para criticar a gente. São na verdade, papagaios. E o mundo está cheio deles!  No caso daquela minha namorada, ela era uma especialista em nariz? Era especializada em design de rosto?

A vida fica muito mais leve quando a gente assume o controle de como respondemos a cada crítica que atravessa o nosso caminho. Fica mais bonita quando a gente aprende a desviar dos baldes de água fria que recebemos.

Eu superei e no fim das contas aquilo não representou muito pra mim. Mas tem gente que não supera.

Então, quando receber uma crítica, avalie se quem está criticando é conhecedor daquele assunto. Se for, e se alterar a situação for possível, beleza. Mãos a obra! Mudar sempre é necessário.

Mas se a pessoa não é especialista e se você não pode mudar o formato do seu nariz, deixe de lado. Agradeça, diga que vai pensar no assunto, mas não reaja com raiva, negação, culpa.

Transforme as críticas inimigas, em amigas!

Quer receber meus podcasts em primeira mão? Então assine meu canal gratuitamente no Spotify.

#BóraVoar?

Diego Maia é o palestrante de vendas e motivação mais contratado do Brasil, com expressiva atuação em Portugal. Recentemente foi eleito um dos 10 maiores influenciadores de vendas do país.

Contrate uma palestra do Diego Maia para sua convenção de vendas: faça sua cotação clicando aqui

Três perguntas que você deve se fazer todas as manhãs

Antes de começar meu trabalho diário, me faço três perguntas. As respostas que consigo construir mudam de um dia para o outro, mas esta tem sido uma ferramenta incrível para superar as barreiras e conquistar. Por isso, compartilho agora contigo esta minha tática pessoal.

Confira:

1 – O que precisa ser feito hoje, a fim de alcançar meus objetivos?

Minha proposta é que você identifique suas responsabilidades diárias, tanto as de curto prazo e as de longo prazo e planeje seu dia de acordo com elas. Entender bem a diferença entre tarefas urgentes e importantes é o caminho.

2 – Qual é o meu papel na empresa e como eu posso ampliar minha participação?

Busque entender porque você é importante na sua empresa e como suas contribuições fazem (ou podem fazer) a diferença. Isto lhe permite enxergar claramente a relação de cada esforço ao resultado final da companhia, por mais simples que sejam suas responsabilidades. Isto vale para todos os cargos e perfis, do servente ao presidente. Se você não acredita em seu trabalho e no seu papel dentro da empresa, essa mentalidade negativa vai impulsionar sua produtividade e sua carreira para o buraco.

3 – Tenho domínio sobre as interferências que prejudicam minha produtividade ou as interferências me controlam?

Repare o quanto as distrações do dia a dia impactam negativamente a sua produtividade. Cada mensagem de Whatsapp lida durante o expediente corrói a sua produtividade. O mesmo vale para aquela espiadela ingênua no Facebook, os cliques contínuos no “enviar e receber” de seu e-mail, aquele papo atravessado com os colegas que nada agregam ao seu propósito…

Sugestão para combater estes males:

  • Abra e-mails somente em horas cheias;
  • Whatsapp e Facebook somente na hora de almoço e no final do expediente;
  • Papos somente sobre aquilo que interessa;
  • Cada minuto perdido é um minuto a menos para seu êxito profissional.

Quer receber meus podcasts em primeira mão? Então assine meu canal gratuitamente no Spotify.

#BóraVoar?

Diego Maia é o palestrante de vendas e motivação mais contratado do Brasil, com expressiva atuação em Portugal. Recentemente foi eleito um dos 10 maiores influenciadores de vendas do país.

Contrate uma palestra do Diego Maia para sua convenção de vendas: faça sua cotação clicando aqui

Novos podcasts disponíveis!

Diego Maia inaugurou novos canais de podcasts especialmente para você, profissional que busca ideias, ferramentas e novos conceitos para desenvolver o seu negócio, sua carreira e sua equipe!

Você pode ouvir novamente todos os comentários de Diego Maia no rádio quando e onde quiser através do seu app de streaming favorito (ou, se preferir, clique aqui e escute diretamente do seu navegador). 

Escolha seu canal de podcasts favorito, escute e siga:

Simples assim: agora você pode ouvir gratuitamente todos os insights do Diego Maia, de onde estiver, quando quiser! Inclusive através deste player:

 

#BóraVoar?

Diego Maia é o palestrante de vendas e motivação mais contratado do Brasil, com expressiva atuação em Portugal. Recentemente foi eleito um dos 10 maiores influenciadores de vendas do país.

Contrate uma palestra do Diego Maia para sua convenção de vendas: faça sua cotação clicando aqui

O tempo é finito. Usou, acabou!

Millôr Fernandes dizia que “Quem mata o tempo não é um assassino. É um suicida”. Em outras palavras, o tempo é finito. Usou, acabou!

Todos nós temos o mesmo número de horas, todos os dias. O que nos diferencia é o que fazemos com estas mesmas horas.

Por exemplo, por que muitos de nós ficam perambulando, zapeando, googleando constantemente estressados, reclamando que “não tem tempo pra nada”, enquanto outras pessoas parecem encarar a vida em um estado mais relaxado e feliz, mas ainda conseguem fazer um monte de coisas?

Embora todos nós tenhamos responsabilidades e obrigações, frequentemente isso se resume à escolhas, as nossas escolhas. A questão é que a maioria faz escolhas pobres com o nosso tempo. Cada vez que dizemos “sim” para algo, estamos dizendo “não” para outra coisa.

Nós esprememos nosso dia, mas parece que temos cada vez menos tempo. O brasileiro já gasta quase 6 horas por dia conectado no Facebook, no WhatsApp e no Instagram – o curioso é que são três plataformas de uma mesma empresa. Mas isso é assunto pra outro momento.

O que você faria se, de uma hora para outra, “ganhasse” 6 horas a mais no seu dia?

O tempo é um recurso finito; usou, acabou. Nós não podemos voltar no tempo, mas podemos ser mais seletivos e intencionais com o tempo que temos.

Podemos proteger nosso precioso tempo para as atividades e pessoas que dão as maiores alegrias e o maior significado em nossas vidas. Que tal decretar o fim do uso do smartphone em casa, à noite, quando a família estiver reunida?

Onde há vontade, pode haver um caminho!

Pense nisso e me adicione no Facebook, no Instagram e no Spotify.

#BóraVoar?

Diego Maia é um dos palestrantes de vendas e motivação mais contratados do Brasil. Leve Diego Maia para sua convenção de vendas e garanta uma palestra inspiradora! 
Solicite uma cotação clicando aqui!

Sobre nossos defeitos e qualidades e os porcos-espinhos no inverno

Eu estava para começar uma palestra para uma importante empresa distribuidora de alimentos quando lembrei da história do porco-espinho no inverno.

E veio a calhar porque eu reparei que naquele grupo as pessoas não se davam muito bem: um criticava o outro, ninguém assumia a responsabilidade de nada, quando a empresa tinha um problema, sempre era culpa do outro colega ou do outro setor….

No inverno em regiões congelantes, muitos animais morrem por causa do frio. Os porcos-espinhos, percebendo a situação, resolveram se juntar em grupos.

Assim, se agasalhavam e se protegiam uns aos outros, mas os espinhos de cada um feriam os companheiros mais próximos, justamente os que ofereciam mais calor.

Por isso, decidiram se afastar uns dos outros e voltavam a morrer congelados.

Precisavam fazer uma escolha: ou aceitariam os espinhos dos companheiros ou desapareceriam.

A decisão, claro, foi a da sobrevivência: decidiram voltar a ficar juntos. Aprenderam a conviver com as pequenas feridas que a relação com uma pessoa próxima podia causar, já que o mais importante era se manter vivo, com o calor do outro.

E assim sobreviveram.

O melhor relacionamento não é aquele que une pessoas perfeitas; não existe perfeição! O melhor relacionamento é  aquele no qual cada um aprende a conviver com os defeitos do outro e admirar suas qualidades.

Quer receber meus podcasts em primeira mão? Assine meu canal gratuitamente no Spotify, no Deezer ou no iTunes.

BóraVoar?

Diego Maia é um dos palestrantes de vendas e motivação mais contratados do Brasil, com atuação também em Portugal, Argentina e Estados Unidos. Leve Diego Maia para sua convenção de vendas!
Solicite uma cotação clicando aqui!

Sobre águias e galinhas

Eu estava em Tiradentes, Minas Gerais, quando um comerciante local, dono de um restaurante mineiro que eu adoro, me contou a história de um homem do campo que criou um filhotinho de águia junto com suas galinhas.

Ele tratava a pequena águia da mesma maneira que tratava as galinhas, de modo que ela pensasse que também era uma galinha, dando a mesma comida jogada no chão, a mesma água, e ainda fazia a águia ciscar para complementar a alimentação.

Resultado? A águia passou a se portar como se fosse uma galinha.

Certo dia, um vizinho viu a águia ciscando no chão, e foi falar pro amigo: “isto não é uma galinha, é uma águia!

O Camponês falou: “agora ela não é mais uma águia, agora ela é uma galinha!

O vizinho não se deu por satisfeito, “Não, uma águia é sempre uma águia! Vamos ver uma coisa…” e levou-a para cima da casa do camponês. Chegando lá, levantou os braços e, tentando estimular a águia para voar, disse “Voa, você é uma águia, voa!” … mas a águia não voou.

E o camponês então disse: “Eu não falei que ela agora era uma galinha?

No dia seguinte, logo de manhã, eles subiram até o alto de uma montanha.

O vizinho levantou a águia e estimulou o animal: Desperte para sua natureza e voe como águia…

A águia não estava entendendo bem aquela história mas foi ficando maravilhada com a beleza das coisas que nunca tinha visto, ficou um pouco confusa no inicio, sem entender o porquê tinha ficado tanto tempo alienada, vivendo como uma galinha.

Mentalidade de águia!

Acredite: todos nós podemos voar mais alto.

Tenho novidades: assine meu novo canal no Youtube. Você pode ver, em vídeo, todo conteúdo do podcast muitas outras coisas! Assine o canal e ative as notificações!

BóraVoar?

Diego Maia é considerado um dos maiores influenciadores de vendas do Brasil segundo o ranking do Agendor CRM. Leve Diego Maia para sua convenção de vendas! Solicite uma cotação clicando aqui!