3 armadilhas da produtividade. Livre-se delas IMEDIATAMENTE!

Você conhece as 3 armadilhas da produtividade?

Eu sempre acreditei que o que fazemos nos primeiros minutos do trabalho reflete diretamente na nossa produtividade para as próximas oito horas.  Ou seja, se você chegar atrasado ao escritório ou perder tempo nas redes sociais, a tendência é ter dificuldade em manter o foco o resto do dia e perder tempo com coisas inúteis.

Passeando por sites internacionais especializados nas relações de trabalho confirmei esta minha suspeita.

E selecionei três armadilhas comuns, que vivemos corriqueiramente mas que podem atrapalhar o nosso rendimento.

1º – Chegar atrasado

Um estudo recente, citado no Huffington Post, descobriu que os chefes tendem a ver os funcionários que se atrasam com alguma regularidade como menos responsáveis e conscientes. Para eles, quem não chega cedo não produz e são responsáveis pelos baixos índices de desempenho – mesmo que essas pessoas saiam mais tarde.

2º – Não cumprimentar os colegas de trabalho

Você pode até não estar em um bom dia, mas é sua obrigação dar “oi” ou “bom dia” para as pessoas. Quando não faz isso, sua competência técnica e habilidade profissional são minadas e esquecidas.

3º – Responder a cada e-mail em sua caixa de entrada

Assim que entramos no escritório, a tendência é responder àqueles emails e passar uma boa parte do dia fazendo isso. Os primeiros 10 minutos da jornada de trabalho devem ser gastos na priorização de e-mails. Dessa forma, você pode ver se há alguma coisa urgente e criar um plano para atender o resto mais tarde.

O e-mail é uma ferramenta de trabalho e não o trabalho em si. O problema é que muita gente não sabe disso.

Coloque em prática!

Me adicione no Facebook, no Instagram e no Spotify.

#BóraVoar

Motivação por si só não basta. O que importa é a disciplina!

Uma frase muito oportuna para o momento que estamos vivendo é da psicóloga americana Augusta F. Kantra: Disciplina é escolher entre o que você quer agora e o que você mais quer.”

A disciplina, ou a falta dela, é um dos maiores entraves da produtividade. Aquele relatório que a gente deixa pra amanhã, aquele projeto que você posterga para entregar, por exemplo. Até o cumprimento daqueles combinados que você, por volume de trabalho ou mesmo interesse, não faz.

Conheço uma penca de indisciplinados crônicos e a existência deles atravanca o resultado de qualquer empresa, pequena, média ou grande.

Portanto, é comum confundirmos motivação com disciplina. Ou seja: se estamos desmotivados ou desgostosos com o trabalho ou com o chefe, “esquecemos” de fazer algumas coisas, ou vamos empurrando com a barriga.

De modo geral, a motivação é um estado mental ou emocional particular que impulsiona um indivíduo a realizar suas tarefas.

Não só pra mim como pra diversos especialistas, isso está completamente invertido, porque mais importante do que trabalhar motivado, é ter disciplina. É a disciplina que traz recompensas e evolução na carreira ou na empresa. Ser motivado e alegre por si só não é o bastante.

Profissional disciplinado é aquele que separa o funcionamento externo dos sentimentos e mudanças de humor e entrega o que lhe é pedido.

A ausência de disciplina gera uma série de “muletas”, que é como chamo as justificativas para não entrega de alguma demanda. E aja criatividade pra inventar tanta “muleta” assim…

Motivação por si só não basta. O que conta é a disciplina. Você é disciplinado?

Me adicione no Facebook, no Instagram e no Spotify.

#BóraVoar?

Três perguntas que você deve se fazer todas as manhãs

Antes de começar meu trabalho diário, primeiramente me faço três perguntas. No entanto, as respostas que consigo construir mudam de um dia para o outro; esta tem sido uma ferramenta incrível para superar as barreiras e conquistar. Por isso compartilho contigo esta minha tática pessoal. Confira:

1 – O que precisa ser feito hoje, a fim de alcançar meus objetivos?

Minha proposta é que você identifique suas responsabilidades diárias, tanto as de curto prazo e as de longo prazo e planeje seu dia de acordo com elas. Entender bem a diferença entre tarefas urgentes e importantes é o caminho.

2 – Qual é o meu papel na empresa e como eu posso ampliar minha participação?

Busque entender porque você é importante na sua empresa e como suas contribuições fazem (ou podem fazer) a diferença. Isto lhe permite enxergar claramente a relação de cada esforço ao resultado final da companhia, por mais simples que sejam suas responsabilidades. Isto vale para todos os cargos e perfis, do servente ao presidente. Se você não acredita em seu trabalho e no seu papel dentro da empresa, essa mentalidade negativa vai impulsionar sua produtividade e sua carreira para o buraco.

3 – Tenho domínio sobre as interferências que prejudicam minha produtividade ou as interferências me controlam?

Portanto, repare o quanto as distrações do dia a dia impactam negativamente a sua produtividade. Cada mensagem de Whatsapp lida durante o expediente corrói a sua produtividade. O mesmo vale para aquela expiadela ingênua no Facebook, os cliques contínuos no “enviar e receber” de seu e-mail, aquele papo atravessado com os colegas que nada agregam ao seu propósito…

Leia também: Conheça o treinamento “Vendas de Alto Impacto”

Sugestão para combater estes males:

  • Abra e-mails somente em horas cheias;
  • Whatsapp e Facebook somente na hora de almoço e no final do expediente;
  • Papos somente sobre aquilo que interessa;
  • Cada minuto perdido é um minuto a menos para seu êxito profissional.

Me adicione no Facebook, no Instagram e no Spotify.

Resumindo… #BóraVoar!

Como conquistar seus objetivos?

Na minha jornada como palestrante, tenho o privilégio de viajar o Brasil inteiro. Já ministrei palestras também em alguns países da América Latina e em Portugal. E por todo lugar que passo, constato cada vez mais a eficácia de uma de minhas teorias:  “tem gente que passa metade da vida dizendo o que vai realizar e a outra metade explicando o porquê não realizou”. Isso lhe parece familiar?

A prática de deixar para amanhã aquilo que podemos e devemos fazer hoje sempre foi um bicho-papão para mim. As desculpas que a gente mesmo cria para postergar decisões e planos são fortes.

Uma das receitas perfeitas para termos uma vida completamente sem graça é seguir o conselho da música do Zeca Pagodinho: “Deixa a vida me levar, vida leva eu”…

Ter metas claras é o passo determinante para a nossa motivação e para atingirmos o tão desejado sucesso profissional, independente do cargo que você ocupa, independente da profissão que você exerce.

Para um momento e responda:

– Onde você quer chegar?

Com o destino em mente, pense e responda:

– O que você precisa fazer para chegar neste destino?

Sem metas claras e sem estratégia, é como se estivéssemos em um barco à deriva, contando com a sorte e esperando por qualquer destino que pode aparecer na nossa frente.

Tire um tempinho para escrever suas metas e o seu plano.

Leia também: A maldita zona de conforto

Pense nisso e me adicione no Facebook e no LinkedIn.

Em busca da produtividade perdida

Júlia escreve: “ultimamente tenho me sentido muito distraída e desfocada no trabalho. Não tenho entregue minhas tarefas dentro do prazo e nem tenho dado conta de tudo que tenho que fazer. Alguma ideia para que eu volte a ser pelo menos 50% da profissional produtiva que eu era há 1 ou 2 anos atrás?”.

Júlia, este tipo de sentimento tem crescido de forma avassaladora em profissionais dos mais variados tipos de empresas. Talvez pela profusão dos gadgets, talvez pela quantidade de tarefas e informações que crescem a cada instante, talvez pela escravidão tecnológica… Veja minhas ideias para minimizar o seu problema (Continue lendo…).

Possivelmente Júlia está se transformando em uma  distraída compulsiva.

Navegar na internet, respondendo uma mensagem de texto, lembrar de uma tarefa não concluída enquanto você está no meio de uma outra tarefa… Tudo isso te ajuda a desfocar. Não há produtividade que resista a interrupções frequentes. Principalmente quando nós permitimos tais interrupções. Coloque as suas distrações no modo avião, feche-se ao mundo e se concentre por um período de tempo definido até concluir a tarefa ou ao menos uma parte dela.

Provavelmente Júlia deixa o trabalho mais importante para mais tarde.

O ideal é realizar as tarefas mais importantes logo no início de seu expediente, antes que você atinja a fadiga cerebral. Não guarde as suas tarefas mais difíceis ou mais importantes para “mais tarde”.

E como todos, provável que Júlia esteja trabalhando na condição multitarefa, aquela em que a gente tem que fazer de tudo um pouco.

Você pode ate ser bom em varias frentes, mas não quer dizer que será bom para sempre.

Estudos têm mostrado que um profissionais multitarefas reduzem a quantidade de memória de curto prazo. Com o tempo, isso reduz a  quantidade de memória a longo prazo também. Ser Multitarefa faz com que você perca detalhes importantes, e isso, claro nos leva a erros. Minha dica é: ignorar o malabarismo e se concentre em fazer uma coisa de cada vez.

Boa sorte nesta jornada!

Socorro, o Smartphone me engoliu!

Assim como a Joana que me escreveu ontem, Fábio escreve informando que está se sentindo cada vez mais improdutivo.

Não consegue terminar seus projetos, se vê sempre assoberbado, atarefado, atrasado. Se sente engolido por seu SmartPhone, não o larga para nada, nem para ir ao banheiro. Nem para almoçar. Nem pra andar na rua.

Não consegue dar sequência às coisas que se predispõe a fazer: se matriculou na academia no plano de 12 meses e frequentou no máximo dois. Começou uma Pós- Graduação com a bolsa integral que ganhou da empresa e teve que trancar. Quando chega no trabalho começa a executar uma tarefa e quando dá a hora do almoço fez um monte de coisas, menos aquela que ele começou no início da manhã.

Já num tom de desespero me escreve pedindo ajuda, pois se vê numa areia movediça.

Fábio: sabia que o brasileiro já passa mais de 4 horas de seu dia usando o Smartphone? Predomina neste montante o uso do que eu chamo amistosamente de “Santíssima Trindade da Tecnologia”: Facebook, Instagram e WhatsApp.

Estou absolutamente convicto de que boa parte da nossa produtividade perdida está sendo enterrada a cada minuto no uso destes aplicativos.

Parece que estamos todos enfeitiçados: acessamos as mídias sociais como condição de sobrevivência. Daqui a pouco veremos um surto de problemas ortopédicos relacionados ao pescoço.

Não estou propondo aqui que você encerre as contas das redes sociais ou apague os aplicativos do seu telefone. Mas é preciso uma conscientização. Cada minuto perdido no uso das redes representa no mínimo 1 minuto de produtividade perdida.
Cada minuto perdido nas redes representa um minuto a mais de distância entre e os seus objetivos e você.

Seja um líder mais produtivo e conheça a Formação LAP – Líder de Alta Performance. A próxima turma começa mês que vem.

Em busca da produtividade perdida

Hoje é dia de responder a Joana. Na mensagem, enviada pelo inbox do meu Instagram, ela conta sua história e compartilha seus desafios: é gerente administrativa de uma empresa cinquentenária, possui muitos funcionários sob seu comando e se vê altamente sobrecarregada. Ela entende que poderia ser mais produtiva e eficaz, mas de um tempo pra cá, se sente muito cansada. Quando finalmente termina seu longo dia de trabalho, parece que todo o seu nível de energia foi consumido.

Jô, tenho recebido muitas mensagens falando da sobrecarga de trabalho: por conta da crise que se instalou no Brasil, diversos postos de trabalho foram cortados, mas as tarefas não sumiram, elas tiveram que ser assumidas por quem ficou. O resultado desta equação é bem esse: sobrecarga de trabalho.

Para tentar minimizar este grave problema, compartilho com você três ideias altamente poderosas que, se colocadas em prática, podem ajudar sua busca pela produtividade perdida. Tem funcionado pra mim!

>> Não abra mão da disciplina com horários e com a agenda. Desde que passei a fazer reuniões curtas, e em pé no espaço que apelidei no CDPV de “CorredorWorking” parei de perder tempo com a prolixidade e com os assuntos desnecessários. Reunião boa não pode configurar conforto: cada minuto vale.

>> Não deixa para depois o que pode ser feito em um ou dois minutos. Se dá para resolver rápido, resolva logo; quando não fazemos isso terminamos o dia com zilhões de pequenas pendências que, somadas, tiram nosso sentimento de que o dia valeu à pena.

>> A tecnologia ajudou muito o nosso desenvolvimento, mas ela é a rainha má nas nossas vidas. Condicione sua mente para usar o smartphone somente em horários específicos e que você determinar, tipo de hora cheia em hora cheia.

Quer ser um gestor melhor e altamente produtivo? Faça a Formação LAP – Líder de Alta Performance. Aproveite e me adicione no Instagram!

Outras dicas para ampliar sua produtividade

Eu tenho falado bastante aqui sobre como melhorar nossa produtividade. E recebi inúmeras mensagens por e-mail e no inbox da minha página no Facebook pedindo mais ideias. Por isso resolvi explorar um pouquinho mais este profundo tema.

Tome cuidado com a multitarefa. Fazer muitas coisas ao mesmo tempo raramente dá certo, e você acaba não fazendo direito nem uma coisa nem outra.

Para ser mais produtivo, não embole uma  tarefa com outra. Se você está falando com alguém, não atenda o celular. Se estiver no celular, saia do computador. E por aí vai.

Pense em tudo como um processo. Pense nas tarefas que você tem e procure vê-las de maneira encadeada, como uma sequência de acontecimentos. Você vai poupar tempo e ganhar resultados.

O segredo dos profissionais de sucesso é focar, com todas as suas forças, na melhoria de sua produtividade. Você vai ver a diferença que esta postura vai te proporcionar. Você vai encarar de outra forma aquela lista de tarefas não cumpridas que insiste em te assombrar.

Quer mais dicas para turbinar sua produtividade? Continue lendo o meu blog e me adicione no Facebook e no LinkedIn.

Foque sua produtividade e mude sua vida

Ao invés de ficar empurrando com a barriga, mude sua mentalidade e faça logo o que tem que ser feito.

Sabe aquelas pessoas que fazem uma lista imensa de “coisas para fazer” e acabam não fazendo nada? Essas pessoas não estão sendo produtivas, parece que estão sempre de mal com o calendário. Elas acumulam tarefas e só veem crescer essa bola de neve diante dos próprios olhos.

Pensando em te ajudar a se livrar dessas intermináveis listas de coisas por fazer vou te dar duas dicas:

A dica número um é a praticar o que eu chamo de “bloqueio de tempo”. Funciona assim: Depois de fazer aquela lista das tarefas da semana, coloque tudo em um calendário, pode ser físico ou digital. Depois, pense como se você tivesse bloqueado o tempo que você vai levar para trabalhar cada item dessa lista.

Quando você estiver dentro do tempo que você destinou para fazer esses deveres, fica proibido pegar no celular, se distrair com um colega ou ficar vendo suas redes sociais. Foco total nas suas tarefas! Você vai ver que funciona.

A dica número dois é óbvia, mas muitos não a cumprem: fazer as coisas mais importantes primeiro. A sua lista semanal pode ser bem grande, mas com certeza se você analisar bem vai ver que um ou dois itens são os mais importantes, são os mais centrais. Ao invés de ficar empurrando com a barriga, mude sua mentalidade e faça logo o que tem que ser feito.

Quer mais dicas para turbinar sua produtividade? Me adicione então no meu Facebook e no meu LinkedIn.

Como criar a “cultura da produtividade”

No fundo, no fundo, o que todo empresário, executivo ou gestor quer, é ter uma equipe produtiva. Não existe mágica que ajude a aumentar a produtividade de um grupo, nem mesmo milagre.

O que é necessário nas empresas é criar o que chamo de Cultura da Produtividade, e isto só é possível quando nos propomos a repensar nossas práticas e a eliminar velhos hábitos. 

Existem alguns caminhos. O primeiro deles é reconhecer que reuniões são importantes e benéficas, mas podem ser anti-produtivas quando nada fica realmente decidido.

As reuniões devem começar com uma agenda clara e concisa, que incluem os objetivos para decisões a serem tomadas. Esta agenda deve ser enviada antes da reunião para que todos os interessados ​​possam vir preparado com um “dono” claro para cada item. 

Depois, precisamos entender que em geral, quando um serviço ou demanda não é executada no prazo, pode ser uma relação com metas surreais.

Prazos são fundamentais para a produtividade, mas eles podem ser exatamente o contrário quando eles são vistos como não-factível ou mesmo ameaçador.

A dica é esta: ao invés de definir prazos cegamente, feche prazos em conjunto com a equipe. Assim, o comprometimento fica mais evidente e a sensação de responsabilidade amplia.

E por fim, visando instaurar a cultura da produtividade, seja um gestor acessível. Às vezes, as coisas não são feitas corretamente porque os funcionários não puderam perguntar ou tiveram medo de fazer perguntas. 

Na minha página no Facebook eu disponibilizei gratuitamente uma Planilha de Controle de Produtividade. Ela é simples e dá uma visão panorâmica das delegações que o gestor dá para sua equipe. 

Qual seu diferencial competitivo?

Você já parou para pensar qual o seu diferencial competitivo?

A cada segundo que passa, o mercado de trabalho fica cada vez mais competitivo. Hoje em dia, é preciso saber jogar nas onze, é preciso saber de tudo um pouco para não ser só mais um no meio da multidão.

Você já parou para pensar quais são os seus diferenciais que podem fazer de você uma pessoa realmente competitiva no mercado de trabalho?

Continuar lendo

Diego Maia é o principal palestrante de congresso do CRECI-RJ

Diego Maia palestra para centenas de corretores

“Velhos caminhos não abrirão novas portas”. Foi assim que Diego Maia abriu a palestra de encerramento do II Simpósio do CRECI – RJ (Conselho Regional dos Corretores de Imóveis do Rio de Janeiro), dia 7 de dezembro. Realizado no Centro de Convenções Mario Henrique Simonsen, na Barra da Tijuca, a palestra lotou o auditório atraindo tanto profissionais experientes, com anos de atuação na corretagem, quanto profissionais novatos, ávidos por conhecimento.

“Estou admirada com a palestra e tudo o que foi apresentado pelo Diego. Ele sempre nos induz a buscar o diferente, fazer mais e melhor para chegar ao nosso objetivo. Saio daqui com a certeza de que posso vender e isso é um fator motivacional incrível!”, declarou Anna Martine, proprietária da Mix Móveis – RJ, que ainda foi contemplada com o livro “Como Ser um Gestor de Sucesso”, escrito por Diego Maia.

Na palestra, Diego Maia mostrou um pouco do método C.A.D (Corretor de Alto Desempenho), criado pelo CDPV. Muito mais que um programa de treinamento, o método C.A.D é um estilo de vida, uma forma diferenciada de entender, enxergar e praticar a corretagem de imóveis.

O Método C.A.D é um conjunto de ações, posturas e ferramentas que amplificam os resultados dos corretores que o vivenciam. Dividido em 6 módulos (1  – Mente Próspera, 2 – Prospecção de Clientes, 3 – Negociação de Alto Impacto, 4 – Relacionamento com o Cliente e 5 – Produtividade Profissional), pode ser aplicado em imobiliárias de todos os tamanhos, tanto de forma presencial, quanto de forma digital.  Saiba mais sobre o método C.A.D clicando aqui.

“Foi incrível ouvir exatamente as palavras que todos precisávamos e da forma como Diego Maia, com sua competência, soube apresentar. Ele sabe como motivar um corretor”, afirmou a profissional Linda Santos Calil.

Os demais palestrantes do II Simpósio foram o ex-desembargador, Dr. Sylvio Capanema, Dr. Luis Fernando Marin, sócio-diretor da Marin & Advogados Associados,  Dr. Cláudio Carneiro Bezerra, Presidente da Subseção da OAB da Barra da Tijuca e Peixoto Accyoli Neto, Presidente da Remax Brasil.

Leia também: Você pode estar perdendo vendas neste exato momento.

Faça como o CRECI – RJ e contrate Diego Maia para sua convenção, o mais aclamado palestrante de vendas, motivação e gestão da atualidade.

 

Qual é a sua relação com seu celular?

O celular é para você apenas um aparelho ou um item indispensável para sua sobrevivência? Acredito que hoje em dia seja um acessório de extrema importância e que grande parte da população não se imagina sem.

Leia também: Foque sua produtividade e mude sua vida

Segundo pesquisa da Intel, 80% das pessoas dormem com seus aparelhos de celular e outras 40% atendem ligações no banheiro. Ou seja, os entrevistados apresentaram uma relação bem polêmica com seus aparelhos, não acha? Podemos dizer que é até um pouco assustador.

Leia também: A importância de valorizar horários

As pessoas estão cada vez mais dependentes e conectadas em seus gadgets e essa dependência e conectividade atinge a todas as idades.

Esse novo estilo de vida talvez faça tanto sucesso por causa das vantagens que traz, é verdade, mas a grande questão é: até aonde chegaremos?

O grande desafio das grandes empresas hoje é criar novas e curiosas ferramentas que possam atrair e surpreender os amantes da tecnologia.

E a tendência é que esse “amor” se torne cada vez mais incondicional, já que constantemente surgem no mercado aparelhos mais novos, sofisticados e com recursos variados.

Pense nisso e me adicione lá no meu Facebook. Visitem também meu LinkedIn.

O que destrói a sua produtividade no trabalho?

O que destrói a sua produtividade no trabalho?

O que destrói a sua produtividade no trabalho? Navegar na internet? Conversar com colegas no café? Uma pesquisa do americano especializado em recrutamento Career Builder consultou mais de 5000 funcionários – incluindo gestores e profissionais de RH – para descobrir como perdemos tempo no nosso dia a dia profissional.

Leia também: Foque sua produtividade e mude sua vida

O resultado não é de todo inesperado: 24% admitiram que, durante um dia inteiro de trabalho, gastam pelo menos uma hora com ligações, e-mails ou mensagens “pessoais”. 21% estimaram que também gastam cerca de uma hora navegando por assuntos aleatórios na internet.

Continuar lendo

Cyrela contrata Diego Maia para treinar seus corretores

Cyrela contrata Diego Maia para treinar seus corretores

Os treinamentos presenciais para o time da operação carioca da imobiliária foram conduzidos por Diego Maia, CEO e fundador do CDPV, que apresentou o inovador método C.A.D (Corretor de Alto Desempenho). O método, fruto da experiência de mais de uma década do time CDPV no treinamento de corretores de imóveis, propõe uma verdadeira renovação do mindset dos profissionais.

O mercado está impregnado com o pensamento de escassez: focamos a falta, a crise, o problema, a retração e as dificuldades. A solução para ganhar dinheiro mesmo em momentos turbulentos existe e vender mais depende exclusivamente de cada profissional! É certo que o volume diminuiu, e muito. Mas neste exato momento tem algum cliente comprando imóvel. E porque não é com você?” provocou Diego Maia na abertura dos treinamentos.

Leia também: All Nations: vendas sobem 30% durante treinamento do CDPV

O Método C.A.D é um poderoso programa de treinamento composto por cinco grupos de estudos: Mente Próspera, Prospecção Eficaz, Negociação de Alto Impacto, Estratégias de Relacionamento com Clientes e Leads e Produtividade Profissional.

Para o corretor de imóveis Roberto Modesto, profissional com quase 30 anos de experiência, o treinamento de Diego Maia superou todas as suas expectativas:

“Eu sou um corretor à moda antiga, já passei por diversas palestras, mas a maioria é só balela e são muito cansativas. O Diego trouxe coisas super atualizadas pra gente e conseguiu entusiasmar mesmo um corretor antigo como eu: foi a melhor palestra que eu participei em toda minha trajetória. Espero que ele venha mais vezes aqui na Seller”.

Já o corretor de Ezequiel Peres disse que vai levar para seu dia a dia as técnicas e dicas abordadas durante o treinamento de vendas:

“Este workshop do Diego Maia acrescentou muito para mim, abriu meus horizontes. A partir de hoje vou começar a criar metas. Tenho certeza que pondo em prática tudo que eu aprendi aqui o sucesso é o limite!”.

Já a corretora Rosana passou a entender melhor que “prospecção” é muito diferente de “divulgação” e agora sabe exatamente o que precisa fazer para fechar mais vendas.

“Achei um treinamento maravilhoso! Posso dizer que esta palestra mudou a minha vida”.

Leia também: Diego Maia é o principal palestrante da Convenção MedLevensohn

Faça como a RJZ Cyrela e leve um treinamento de vendas do CDPV para sua empresa!

Solicite um contato clicando aqui!