Responsabilidade social vira case de marketing espontâneo

Responsabilidade social vira case de marketing espontâneo

Esta é mais uma prova de que tem muita gente engajada e visionária no mundo empresarial. Veja só isso:

Com a greve na rede estadual de educação do Rio de Janeiro, um colégio particular de Austin, distrito de Nova Iguaçu, cidade localizada na Baixada Fluminense, teve a brilhante ideia de abrir as portas para os estudantes que estão sem aulas.

Estes jovens podem frequentar as aulas como ouvintes e, especialmente aqueles que estão na idade, não precisarão desistir de fazer o ENEM, o Exame Nacional do Ensino Médio.

O que parece ser uma iniciativa social, é para mim uma brilhante sacada de marketing e não há qualquer problema com isso.

O nome do colégio é Souza Duarte e está em operação há mais de 30 anos. Eu pessoalmente liguei para lá e parabenizei a diretora Shirley Alves de Souza pela iniciativa e fiz algumas perguntas.

Shirley me contou que o propósito da ação foi de fato uma responsabilidade social deles; que não esperavam toda a repercussão. Esta ação rendeu reportagens em diversos veículos de comunicação do estado, o que é chamado de mídia espontânea.

Que mais Shirleys despontem no mercado; com criatividade, com responsabilidade social, com inovação.

Precisamos sempre lembrar que é dando que se recebe. E, no caso dos negócios, se vier com exposição, retorno de marca e novos negócios melhor ainda.