Como se destacar no mercado de trabalho

Quem não quer ter um bom emprego e se destacar no mercado de trabalho?  Acredito que esse deve ser o sonho de grande parte das pessoas que “pensam alto” e que querem ser feliz profissionalmente.

Leia também: O Profissional Pato

Para alcançar esse objetivo, é extremamente importante que você conheça pessoas. Quanto mais contatos tiver, mais chances de conseguir ou descobrir alguma oportunidade você terá. Peça referências e diga para seus amigos e contatos mais próximos que você está disponível e procurando trabalho.

Credibilidade é essencial: você deve ter uma ótima reputação e postura profissional. Afinal, quem vai recomendar uma pessoa sem caráter profissional e que não tenha uma conduta ética? Passar uma boa imagem é essencial. Como repito sempre, você já deve até estar cansado disso, mas repito mais uma vez: não basta ser, tem de parecer ser!

Leia também: A importância de valorizar horários

Você também deve ser competente, claro!  É de extrema relevância que a pessoa saiba coordenar seus conhecimentos, atitudes e habilidades. É preciso que o profissional tenha dedicação, esforço e estudo, para assim, aprimorar-se cada vez mais. Acredito que esse fator seja determinante para seu sucesso.

E você, concorda que essas características são primordiais para seu sucesso profissional? Compartilhe sua opinião no Facebook e no LinkedIn.

 

Como ser um líder excepcional?

 

Você exerce alguma atividade de liderança? Se sim, me responda: O que é um líder excepcional? Essa pergunta tem o propósito de fazer a gente pensar em que atitudes e qualidades precisamos ter para motivar nossa equipe de trabalho.

Líderes excepcionais vão além de colocar uma mesa de sinuca no meio do escritório ou agradar as pessoas com campanhas de motivação e incentivo.

Excepcional é dar significado para o trabalho de cada funcionário, é mostrar que cada tarefa faz diferença na vida das pessoas e na evolução da empresa.

Tem que ser justo; se combinou, tem que cumprir.

Tem que criar uma atmosfera positiva, tem que dar voz para que todos expressem seus pensamentos e suas vontades.

Outra dica é recompensar seus funcionários. Aquela história de trabalhar sem esperar nada não funciona muito bem não. A tarefa é simples:

– Pergunte o que seus funcionários querem e tente casar com o que você quer

– Deixe bem claro qual é a performance que você deseja deles e proponha desafios possíveis.

É sempre importante lembrar de interpretar o papel de técnico, como no universo esportivo. Ser um técnico é dar apoio e ajudar as pessoas a crescer.

Conheça a certificação CDPV LAP – Líder de Alta Performance. Uma Formação em liderança diferente de tudo que você já viu, criada para ajudar você a chegar aos topo.

Líderes excepcionais vão além do óbvio que todos estão fazendo. Pense nisso, motive a sua equipe cada vez mais e me adicione no Facebook e no LinkedIn.

O sucesso é apenas o fracasso virado do avesso

O sucesso é apenas o fracasso virado do avesso

Ouvi de um empresário que me contratou recentemente para ministrar uma palestra em sua convenção de vendas que “o sucesso é apenas o fracasso virado do avesso”.

Ouvi, gostei e concordei com ele.

Leia também: Os três erros empresariais

Quando as coisas dão errado, como às vezes acontece, quando a estrada na qual você caminha com dificuldade parece íngreme demais, quando as circunstâncias o pressionam para baixo, é comum a crença de que desistir é o melhor caminho.

Leia também: Empreendedor precisa ser exemplo

Isto vale tanto para quem montou um negócio ou para a carreira numa empresa.

Quando um empresário ou profissional me escreve relatando se encontrar entre a cruz e a espada – e se você me acompanha por aqui sabe que recebo dezenas de e-mails todos os dias – recomendo sempre descansar se precisa descansar, mas que não desista do sonho, pois a vida é cheia de idas e vindas.

A gente nunca consegue saber quão próximo o sucesso está, até porque a definição de sucesso varia de uma pessoa pra outra. Mas pode estar perto quando parece estar longe ou bem longe quando parece estar perto.

Portanto, fortaleça sua luta quando receber um golpe duro, buscando conhecimentos, abrindo a cabeça, fazendo parcerias, se dedicando mais.

Quando as coisas parecerem piores é que você não deve desistir.

Gostou? Comente no meu Facebook.

Promova a experiência e faça o cliente feliz

Os clientes estão cada vez mais exigentes e as empresas precisam correr para se adaptar a essa nova realidade.

A pergunta imprescindível nestes períodos turbulentos é essa: O que fazer para oferecer a melhor experiência de compra para o meu cliente?

Ele, o cliente, não se contenta mais com o pouco, com o básico, com o normal. Ele quer ser surpreendido, quer ter a melhor experiência na hora da compra. Já não é suficiente dar aquilo que ele precisa. É preciso dar aquilo que ele quer.

Pare para pensar nas empresas que você ama de coração. Pode ser uma lanchonete que tem um ótimo atendimento, uma marca de roupas que é boa, bonita e barata, ou uma livraria on line que sempre dá o frete grátis.

Sabe o que essas empresas têm em comum? Elas estão sempre buscando facilitar a vida de seus clientes. Elas se perguntam constantemente no que elas podem melhorar para tornar a experiência de compra mais agradável. É ai que elas saem na frente das outras. Elas tratam o cliente como prioridade número um.

As pessoas não querem ficar esperando no telefone para resolver um problema, ou ter que transferir a ligação para outro departamento. Hoje a coisa funciona assim: Os clientes estão cada vez mais exigentes e as empresas precisam correr para se adaptar a essa nova realidade. Antes que o seu concorrente faça isso primeiro.

Promover EXPERIÊNCIA está deixando de ser um plus e está se tornando necessidade imediata. Cliente tem memória. O que você quer que o seu cliente pense sobre você e sua empresa, seja um consultório medico, uma loja de roupas ou uma distribuidora de cosméticos?

Aproveite para me adicionar no Facebook e no Linkedin.

Como fazer sua startup decolar?

Recebi um e-mail de uma ouvinte que está abrindo uma marca de roupas. Ela conta que o produto tem um grande potencial, mas ela não tem muito dinheiro para investir e pergunta o que fazer para sua startup crescer.

Olha, a melhor coisa a se fazer quando você precisa economizar é bancar o “faz tudo”. Você vai precisar saber de tudo um pouco e estar disposta a aprender funções que você não domina.

Um dos principais trabalhos que você vai precisar fazer é o gerenciamento das suas redes sociais. Monte uma página no Facebook e no Instagram para divulgar sua empresa e comece a criar conteúdo interessante para seus clientes. Por exemplo, se as estampas das camisas são com temas de filmes, você pode pesquisar e fazer posts divertidos contando um pouco da história desses filmes.

Outra tarefa é vender seus produtos e negociar com os clientes. Na hora da venda, é muito comum que o cliente vá logo pedindo um desconto. Neste caso, mesmo em negoiações simples, coloque em pratica a técnica soberana que ensino nos meus cursos de negociação: ao invés de apenas “DAR”, “TROQUE”. Levando mais uma peça, te dou X por cento de desconto.

Todos nós, quando somos clientes, precisamos ter a sensação de que estamos “ganhando” as negociações. Por isso, nunca dê sua melhor condição logo de cara.

Você está abrindo um negócio e tem dúvidas? Me adicione e escreva lá no meu Facebook e no meu LinkedIn!

 

 

Quatro sentimentos que distinguem o bom do mau gestor

De uns tempos para cá tenho perguntado informalmente para funcionários das empresas que me contratam para palestras, o que eles esperam de seus gestores. Afinal, que sentimentos distinguem o bom do mau gestor?

Nessa brincadeira já ouvi de tudo. Tem gente que espera que o gerente seja mandado embora, que ele morra e desapareça. Tem muita gente que não gosta ou não se dá bem com o gestor imediato.

Mas tem também muitas respostas positivas.

Leia também: As 5 bases da liderança 

Eu já ouvi funcionário falar que espera que seu gestor dê suporte e ferramentas para um trabalho de qualidade. Que seja companheiro e parceiro nas horas boas e também nas horas tristes. Que jamais deixe de lado o que não produz; que esteja ciente que, por vezes, mesmo o profissional mais experiente pode dar uma escorregada e que, por isso, precisa ainda mais de orientação.

Esse cenário seria, certamente, o melhor dos mundos. Mas é bom a gente ter em mente que não existe gerente perfeito e que ser elogiado pela equipe é apenas um dos diversos indicadores necessários para medir se uma pessoa é boa ou não de liderança.

Leia também: Três erros que até os melhores líderes cometem

Quer ver quatro sentimentos que distinguem o bom do mau gestor?

  • Saber separar o estilo “família” do trabalho (a razão da emoção);
  • Entender que TODOS os colaboradores precisam produzir e entregar resultados. Por mais operacionais que sejam! E devem ser reconhecidos por isso. Esta deve ser sua maior meta;
  • Compromisso “de carne” com os números e metas que precisam ser atingidos;
  • Senso de urgência! De rapidez! De velocidade!

Quem deixa para amanhã o que pode e/ou deve fazer hoje apresenta o sinal da síndrome da “gerentice”. Pensa que é ou que pode ser gerente. Mas gestor de sucesso é aquele que entrega, que faz.

Leia mais aqui embaixo!

Como ser um líder excepcional

Fui promovido a um cargo de liderança. E agora?

Liderança e alta performance podem caminhar juntas

Gostou? Aproveita e me adicione lá no Facebook e no LinkedIn.

A sucessão numa empresa familiar

Roberta escreve comentando que faz parte da terceira geração de uma empresa familiar no segmento de peças industriais. Ela está com medo danado do futuro, pois tudo que consegue enxergar é uma nuvem nebulosa: o seu mercado sendo absorvido por empresas maiores, inclusive multinacionais. E me pergunta:

“Diego, estou com um medo de quebrar o negócio de minha família quando eu assumir de fato. A quebra da empresa tem relação com a falta de treinamento dos sucessores?”

Roberta, a resposta é: Não, parcialmente. Um dos maiores riscos de qualquer empresa é a sucessão, mais ainda na empresa familiar, na qual a escolha dos sucessores geralmente envolve critérios emocionais. O gargalo geralmente está na transição da segunda para a terceira geração, justamente o seu caso.

O treinamento e a qualificação do sucessor é, sem dúvida alguma uma questão importante para a sobrevivência do negócio, como também o processo de transição do poder. Além disso, a organização deve tomar cuidado com a escolha do sucessor, que nunca é definitiva, deixando claro que ele foi escolhido por um mandato e poderá ou não permanecer na função.

Em casos assim, precisamos sempre tomar decisões pensando no futuro do negócio e não na sobrevivência dos herdeiros. Precisamos pôr fim nas capitanias hereditárias agindo de forma simples: o sucessor tem as competências necessárias para exercer o cargo?

Turbine a performance de sua equipe de vendas

Muitos sabem que minha maior especialidade é treinar profissionais de vendas. Viajo o Brasil inteiro para encontrar pessoas em empresas dos mais variados tipos.

Por isso recebo perguntas por email ou via Facebook de pessoas pedindo ideias para melhorar a produtividade comercial, como a mensagem do Augusto Cesar, que me pede uma ideia para melhorar a performance de seu time de vendas.

Olha Augusto, esta sacada é simples mas possui um efeito positivo incrível…

Comemore e vibre por cada venda, por menor que ela seja. Seu time fechou o negócio? Pare tudo e comemore!!  Este entusiasmo contamina positivamente todo o grupo. Lá no CDPV e nas outras empresas que dirijo fazemos um buzinaço a cada negócio fechado. É uma gritaria contagiante! E isto vale até para uma venda bem pequenininha.

Uma outra sacada é não dar de ombros quando uma venda é perdida. Eu acredito que uma “não venda” é uma fonte profunda de aprendizado e treinamento. Se perdeu o negócio, pare o grupo por uns minutos e tente entender o que pode ter acontecido, sem penalidades, sem culpas. O foco deve ser o aprendizado.

Comemore cada venda e dedique um tempo para estudar cada “não venda”. Pode ter certeza, Augusto! Se você fizer isso de maneira entusiasmada, o clima  melhora. E você sabe, quando o clima melhora numa equipe de vendas, o resultado acontece.

Nesta tag você encontra centenas de artigos que podem te auxiliar no desenvolvimento das vendas. Clique aqui.

 

Outras dicas para ampliar sua produtividade

Eu tenho falado bastante aqui sobre como melhorar nossa produtividade. E recebi inúmeras mensagens por e-mail e no inbox da minha página no Facebook pedindo mais ideias. Por isso resolvi explorar um pouquinho mais este profundo tema.

Tome cuidado com a multitarefa. Fazer muitas coisas ao mesmo tempo raramente dá certo, e você acaba não fazendo direito nem uma coisa nem outra.

Para ser mais produtivo, não embole uma  tarefa com outra. Se você está falando com alguém, não atenda o celular. Se estiver no celular, saia do computador. E por aí vai.

Pense em tudo como um processo. Pense nas tarefas que você tem e procure vê-las de maneira encadeada, como uma sequência de acontecimentos. Você vai poupar tempo e ganhar resultados.

O segredo dos profissionais de sucesso é focar, com todas as suas forças, na melhoria de sua produtividade. Você vai ver a diferença que esta postura vai te proporcionar. Você vai encarar de outra forma aquela lista de tarefas não cumpridas que insiste em te assombrar.

Quer mais dicas para turbinar sua produtividade? Continue lendo o meu blog e me adicione no Facebook e no LinkedIn.

Quem não faz o que ama, precisa gostar do que faz

Será que realmente existe alguém que ame todos os aspectos de seu trabalho?

Sabe aqueles conselhos que dizem “nunca desista de seus sonhos” ou “trabalhe com aquilo que você ama”? Essas frases são verdadeiros mantras que escutamos desde criança, mas será que realmente existe alguém que ame todos os aspectos de seu trabalho?

Perseguir o emprego dos sonhos pode se tornar uma obsessão e o melhor a se fazer é encarar isso com uma perspectiva realista. Para não cair naquela frustração e ficar pensando sempre que a grama do vizinho é mais verde que a sua.

Essa busca incessante pelo emprego ideal já resultou na geração de profissionais mais descontentes da história recente.

Quer transformar a sua carreira em algo mais próximo possível da sua “carreira dos sonhos”?

Comece fazendo uma lista do que você gosta e do que não gosta de fazer. Limpe seus pensamentos e seja honesto, elencando o que você acha motivador e o que você não gosta de jeito nenhum. Ao invés de assumir que você já está no caminho errado, dê uma boa olhada em como o seu trabalho faz você se sentir. Assim você vai entender o que realmente te motiva.

Mantenha o foco em fazer cada vez mais coisas que você gosta. Essa busca pelo trabalho ideal é uma busca para toda a vida. O que você ama hoje pode não ser o que você vai amar daqui a 10 anos. A chave para encontrar essa realização é constantemente avaliar as tarefas que você ama e encontrar maneiras de fazê-las em larga escala.

Use a sua paixão como um guia ao longo de sua carreira, mas não deixe que ela te arraste para um mar de insatisfação.

E lembre sempre: se você não faz o que você ama, precisa gostar do que faz.

Pense nisso e não se esqueça de me adicionar no Facebook e no LinkedIn.

 
<

Qual seu diferencial competitivo?

Você já parou para pensar qual o seu diferencial competitivo?

A cada segundo que passa, o mercado de trabalho fica cada vez mais competitivo. Hoje em dia, é preciso saber jogar nas onze, é preciso saber de tudo um pouco para não ser só mais um no meio da multidão.

Você já parou para pensar quais são os seus diferenciais que podem fazer de você uma pessoa realmente competitiva no mercado de trabalho?

Continuar lendo

Quando é hora de um empresário pedir ajuda

Edvan possui uma empresa de pequeno porte no segmento industrial. Ele fabrica produtos que são vendidos em centenas de pontos de venda, possui 70 funcionários e se vê estagnado. Não acredita ser reflexo da tal da crise, mas acha que precisa dar um sacolejo na empresa e na equipe. Por isso me pergunta em seu extenso e-mail: “quais são os sinais de que uma empresa precisa de uma intervenção?”.

Leia também: Como aumentar as vendas imediatamente

Olha Edvan, são muitos os sinais. Mas as respostas das três perguntas que farei agora podem lhe dar uma boa luz.

1 – Você está usando seu próprio dinheiro para sustentar a empresa?

Se você está utilizando suas economias para sustentar o seu negócio ou fazendo uso  de empréstimos bancários com taxas de juros altíssimas para viabilizar o giro, é um forte sinal de alerta.

Leia também: Três erros que até os melhores líderes cometem

2. Você está perdendo receita e lucratividade?

É importante avaliar se é o seu mercado que está em declínio ou se esta queda está acontecendo só com sua empresa. Se for a segunda opção, sim, você precisa de uma intervenção rápida.

3. Você está perdendo pessoas importantes?

Se a resposta para estas três perguntas forem positivas, é hora de buscar ajuda, novas ideias, novos métodos. Seja através de consultorias ou fazendo cursos que possam te fornecer ferramentas e ideias para alavancar a gestão.

Gostou? Aproveita e me adicione no Facebook e no LinkedIn.

O que as pessoas de sucesso fazem de diferente?

Olha, eu tenho acompanhado por conta das dezenas de palestras que ministro todos os meses ao redor do Brasil a performance de muitas empresas e profissionais. E posso te assegurar: há muita gente tirando proveito positivo do clima de incerteza que assola o país.

Leia também: Três erros que até os melhores líderes cometem

Quer saber as características mais comuns destas pessoas? Tome nota aí:

  • Diante de um problema, em vez de se preocupar, elas se ocupam em resolver!
  • Observam e reconhecem o desempenho das pessoas: elogiando mais, criticando menos.
  • Profissionais que estão na crista da onda são aqueles que assumem a responsabilidade, mesmo não ocupando um cargo de gestor. Eles focam no desenvolvimento do todo e não no seu próprio umbigo.
  • Assumem o compromisso supremo de encantar o cliente da empresa, mesmo não atuando com vendas ou atendimento.

Leia também: As 5 bases da liderança 

E se você é um gestor, atente para estas duas dicas:

  • Deixe um pouco de lado seu vício de colocar seus desejos acima de tudo.
  • Se desapegue da necessidade de ter todas as suas vontades atendidas.

Agindo assim, os problemas são minimizados e você passa a fazer parte do time dos que realizam, não do time dos que só reclamam.

Conte suas experiências no meu Facebook!

Já ouviu falar em normose?

Quer um exemplo de “normose”? Achar sempre um culpado para os problemas e falhas do dia-a-dia é uma delas.

Meu amigo, minha amiga:

Há na mente da maioria das pessoas uma crença bastante enraizada. É a crença de que tudo o que a maioria pensa, sente, acredita ou faz, deve ser considerado como normal e como consequência deve servir de guia para o comportamento de todo mundo.

O termonormose, criado pelo filósofo Pierre Weil, é formado pela junção da palavra “normal” com o sufixo “ose” (que significa processo doentio) e foi adotado para designar a forma de comportamento visto como normal, mas que na realidade é anormal.

No mundo empresarial, as “normoses” podem levar uma empresa ao fracasso, pois são frequentes e corriqueiras, mas prejudicam como se fossem verdadeiras doenças corporativas.

Continuar lendo

O diferencial é o atendimento

O diferencial é o atendimento

Leilian Ferreira escreve falando assim:

“Diego como faço pra chamar mais atenção dos clientes? Meu atendimento é bom, meu preço é mais em conta do que da concorrência. Mas não consigo aumentar a minha renda. O que devo fazer?”

Leia também: Bom atendimento gera credibilidade

Continuar lendo