A felicidade vem mais fácil para algumas pessoas, mas ela é uma possibilidade para todos

Empreendedores gostam de estabelecer metas e  objetivos e, claro, realizar seus sonhos.

Todo mundo que empreende acredita que quando chega naquele ponto tão desejado – qualquer que seja esse ponto – terá uma sensação incrível de felicidade e satisfação. Não que isso não seja verdade, mas um especialista de Harvard acredita que essa equação está invertida. Shawn Achor, autor do livro “The Happiness Advantage” (“A Vantagem da Felicidade”, na tradução livre do inglês), defende que se tem mais chances de obter o sucesso na vida o profissional que é feliz antes de atingi-lo.

Em entrevista a uma revista americana, ele explica que o resultado de sua última pesquisa é claro: manter o otimismo durante uma tarefa ou trabalho é o maior indicador de sucesso. De acordo com o estudo, o otimismo permite que o cérebro veja mais possibilidades naquilo que está diante dele.

Ele acredita que apenas 25% de todo o trabalho para atingir uma meta são do Q.I de uma pessoa. Os outros 75% vêm de quanto o cérebro dela acredita que precisa ser otimista, ter um bom comportamento e controlar o estresse.

Se ao ouvir isso você argumentou mentalmente que controlar o seu nível de otimismo ou estresse está fora de seu alcance e que isso tudo é uma questão genética, Achor explica que a ideia de que não podemos mudar a nossa felicidade é um mito cultural. Segundo ele, os nossos genes são importantes para definir o quanto seremos otimistas ou estressados, mas eles não são determinantes.

O especialista explica que você pode ter nascido com o gene para a obesidade, ou com o gene para ser pessimista, por exemplo, mas o que irá determinar se você será um ou outro é o seu comportamento. Ele tem uma frase que ilustra bem isso, abre aspas: “A felicidade vem mais fácil para algumas pessoas, mas ela é uma possibilidade para todos”.

A grande verdade é que mudar a própria mentalidade é algo mais fácil do que as pessoas imaginam. Pequenas coisas podem transformar um comportamento pessimista em um otimista, como descobrir que atos muito simples, como escrever todos os dias durante 21 dias três coisas pelas quais você é grato, podem mudar significativamente o seu nível de otimismo pelos próximos seis meses. Você não acredita? Coloque em prática e depois me conta. Funcionou pra mim, pode funcionar pra você.

Forte abraço do…

Diego Maia | Clique aqui e me adicione no Facebook. 

Parabéns, Salvador!

Gente, eu sou quase um soteropolitano! E não é só porque eu apresento o Mundo Empresarial também na Rádio A TARDE FM não. É porque amo mesmo aquela cidade.

O pessoal da rádio pediu que eu gravasse uma mensagem de “amor” para a cidade por ocasião de seus 465 anos, comemorados agorinha. E eu gostei do resultado. Dá só uma olhada no vídeo aí de baixo.

Em tempo 1: estou no ar na A TARDE FM (103,9 FM) de segunda a quinta às 14:26h e 20:57h. Liga o rádio, gente!

Em tempo 2: curta minha fanpage no Facebook clicando aqui.

Como ampliar as vendas de um salão de beleza…

Márcia é proprietária de um salão de beleza que leva seu nome e não anda lá muito empolgada com o ritmo das coisas. Ela pensa que precisa aumentar a clientela e, finalmente, ver resultados, que ainda não chegaram.

O que fazer?

 

Diversificação é a palavra chave! Confira as ideias de como aumentar as vendas em um salão de beleza na continuação deste post (clique aí embaixo). 

Continue reading

Prospecção de clientes para Arquitetos (e outros profissionais liberais…)

Cíntia é arquiteta autônoma e, com o intuito de alavancar sua minha carreira, criou algumas estratégias para atrair clientes novos e promover uma reaproximação com os antigos.

Como estratégia, elaborou uma marca, registrou a mesma junto ao INPI, criou um site para esta marca, uma fanpage no Facebook e  confeccionou cartões de visita com designer arrojado e atraente.

Contudo, ainda não conseguiu ter retorno dessas mídias.

Cintia, obrigado por escrever e compartilhar este importante momento de sua jornada profissional. Continue lendo para conferir algumas ponderações importantes…

Continue reading

Rogéria quer abrir uma cafeteria

Rogéria escreve falando que tem o sonho de abrir uma cafeteria (e agregar um espaço cultural ao mesmo tempo), mas por motivos financeiros esse empreendimento ainda não aconteceu. Ela conta que já tentou uma sociedade, mas como muitas, não deu certo. Rogéria diz que faz cursos do ramo, como o curso de barista e pede conselhos para decolar com este seu sonho.

Continue lendo este post e veja as dicas que dei a ela.

Continue reading

Diego Maia no ‘Comida Di Buteco 2014′

Os talentosos donos dos 31 botequins do projeto 2014. Só fera!

Ontem eu tive a grande alegria de ministrar a palestra de ‘pré-abertura’ do Comida di Buteco 2014 convidado pelo patrocinador SENAC RJ através da Gerência de Hospitalidade.

Foi lindo conhecer os donos dos 31 botecos que fazem a diferença. São tantas histórias! Desejo a todos vocês um 2014 fabuloso, saboroso e acima de tudo com atendimento 5 estrelas. Vamos inovar e encantar pro cliente voltar!

E aproveito para agradecer o convite e parabenizar o SENAC RJ pela extraordinária iniciativa. Preparar a mão de obra de botequins é realmente uma proposta inovadora e fundamental. Contem comigo!

Me adicione no Facebook clicando aqui. 

Como alavancar o resultado comercial?

Renato Alcântara escreve pedindo ideias para ampliar seu resultado comercial. Ele vende serviços de entregas expressas para  empresas, mas acha que seu segmento é muito limitado, não está atingindo êxito.

Renato, pessoas andam em bando. E elas se encontram em eventos, seminários, exposições, conferências. Manter e ampliar o networking deve ser uma das tarefas periódicas de todos os profissionais, mas principalmente de quem trabalha comercializando bens e serviços.

Fomentar a rede de relacionamentos é vital para geração de oportunidades futuras. Afinal quem não é visto, não é lembrado.

Quer um exemplo? Nos próximos dias acontecerá no Rio de Janeiro uma feira que reúne segmentos importantíssimos na nossa economia.

Estou me referindo a 25ª Super Rio Expofood, um grandioso evento que reúne todos os anos muitos empresários e profissionais dos setores de Supermercado, Panificação, Hotelaria, Franchising, Conveniência e Restaurante. E eu estou muito feliz pois farei a principal palestra deste evento.

A reflexão é simples. Todo mundo que participa de feiras como esta está disposto a estreitar laços e fechar ótimos negócios.  Minha proposta é essa: levanta da cadeira e coloque uma meta; participar de pelo menos 3 grandes feiras comerciais por ano. Isso vai fazer um bem danado a sua carteira de clientes. 

Me siga no Facebook clicando aqui. 

A Casa da Moeda e o Palacete Casa dos Pássaros…

Talvez você saiba que no GRUPO CDPV temos uma empresa chamada V3 Agência, que dentre diversas ações produz e executa eventos corporativos, proprietários ou não.

A linda equipe da V3 Agência em ação no Palacete da Casa da Moeda

Hoje produzimos um evento para a CASA DA MOEDA DO BRASIL que me encheu de alegria e orgulho: a apresentação do restauro do histórico e lindo Palacete que antigamente se chamava “Casa dos Pássaros”, localizado na Praça da República, número 26, no Centro do Rio de Janeiro. No evento realizado nesta manhã também foi lançada a linda moeda comemorativa dos 320 (!) anos da instituição.

O imóvel é de grande importância história e sociocultural para o Rio de Janeiro, tendo abrigado anteriormente o Arquivo Nacional. Está sendo restaurado através do Programa Nacional de Apoio à Cultura (Pronac) e com a participação do Instituto Herbert Levy. A Casa da Moeda vai construir ali o primeiro museu e centro cultural da organização, e pretende preencher a programação com artes cênicas, artes visuais, audiovisual, patrimônio cultural e acervo museológico, disponibilizando a sociedade um equipamento sociocultural moderno e, ao mesmo tempo, que preserva a história da empresa. E o que é melhor: tudo isso numa região de integra o circuito cultural do Rio Antigo, carente de espaços de tal grandeza.

Olha que bacana: será um museu interativo, como o Museu da Língua Portuguesa e o Museu do Futebol, ambos em São Paulo. Quando ele for efetivamente aberto ao púbico, prometo que aviso.

Parabéns a toda equipe de produção da V3 Agência. Vocês deram um show de competência e dedicação.

E, agora, um parabéns muito especial para a servidora Gloria Dias, principal idealizadora do restauro deste palacete. Desejamos sucesso! Vamos que vamos!!!

Mais sobre transição nas empresas familiares…

Segundo um levantamento do BNDES, apenas 30% das empresas brasileiras passam para a 2ª geração, os herdeiros. Das que passam para a 2ª geração, mais de 90% não passam para a terceira.  A pauta de hoje é identificar o porque que isso acontece…

Em geral, como tenho falado aqui no blog e no meu programa de rádio, são as circunstâncias da transição que definem o futuro de uma empresa familiar. As consequências de uma transição mal resolvida podem resultar em redução da capacidade competitiva, avanço da concorrência e, principalmente, no risco de perder a continuidade.

 Formar um sucessor é uma tarefa complexa demais para ser levada apenas com aspectos emocionais. CONTINUE LENDO!

Continue reading

A sucessão numa empresa familiar…

Roberta escreve comentando que faz parte da terceira geração de uma empresa familiar, no segmento de peças industriais. Ela está com medo danado do futuro, pois tudo que consegue enxergar é uma nuvem nebulosa: o seu mercado sendo absorvido por empresas maiores, inclusive multinacionais. E me pergunta:

 

“Diego, estou com um medo de quebrar o negócio de minha família quando eu assumir de fato. A quebra da empresa tem relação com a falta de treinamento dos sucessores?”

 Veja o que respondi continuando a leitura deste post…

Continue reading