• CDPV - Escola de Vendas

Como escolher um CRM? Dicas práticas para não errar!

Armazenamento em nuvem, integrações, suporte, interface amigável. Veja alguns critérios para considerar na hora de escolher um CRM.


As ferramentas de gestão de relacionamento com os clientes, mais conhecidas como CRM (do inglês customer relationship management), ganham cada vez mais adeptos entre os negócios brasileiros. De acordo com uma pesquisa feita pelo Núcleo de Informação e Coordenação do Ponto BR (NIC.br), em 2018 quase metade das empresas do país já utilizavam uma solução do tipo.

Isso acontece porque a plataforma traz uma série de benefícios para os negócios. Controle do processo comercial, organização do funil de vendas e informações dos clientes reunidas em um só lugar são alguns deles.

Ao mesmo tempo em que esse tipo de software ganha popularidade entre os negócios, também aumentam as opções disponíveis no mercado. Com tantas possibilidades, surge a dúvida: afinal, qual CRM escolher? O que levar em conta para tomar essa decisão?


Uma ferramenta que realmente auxilie a equipe comercial precisa ter algumas funcionalidades. Continue a leitura para descobrir quais são!


Você pode se interessar também:

Como escolher o CRM ideal? 7 critérios para considerar


1. Armazenamento em nuvem

2. Acesso a partir de vários dispositivos

3. Interface amigável

4. Suporte eficiente

5. Integrações com outras ferramentas

6. Registro automático de atividades

7. Geração de relatórios



1. Armazenamento em nuvem

O armazenamento em nuvem é um dos principais critérios a se observar na hora de escolher um CRM.

Por muito tempo, softwares diversos, não só os de CRM, ficaram armazenados nos computadores locais das empresas. Dessa maneira, era preciso arcar com custos de manutenção e dispor de espaço físico, além de contar com máquinas com alta capacidade de armazenamento. Os computadores também ficavam sujeitos a panes, roubos e outros problemas que poderiam fazer com que as informações fossem perdidas.

Mas, nos últimos anos, isso mudou. Hoje, a maioria das ferramentas fica armazenada em servidores externos, sem ocupar a memória do computador local. Para acessá-las, basta contar com uma conexão à internet, login e senha. Dessa forma, a empresa não tem custos de manutenção ou instalação, e os dados ficam seguros.

2. Acesso a partir de vários dispositivos

Outra característica interessante de se considerar na hora de escolher um CRM é o acesso a partir de vários dispositivos.

Em tempos em que o trabalho remoto ganha popularidade, é importante que os profissionais de vendas possam acessar a ferramenta pelo celular, computador e tablet, conforme desejarem. Um aplicativo para dispositivos móveis é um grande diferencial, que pode facilitar o trabalho.

3. Interface amigável

Uma interface difícil de usar, que exige muitos cliques para que uma tarefa seja realizada, por exemplo, pode prejudicar a adoção da ferramenta de CRM pela equipe de vendas, que não vai querer trocar o recurso usado atualmente por um que acarretará em mais trabalho.

Por isso, o melhor é escolher um CRM de simples utilização, com uma interface amigável, que facilite tanto a implementação quanto a utilização no dia a dia.

4. Suporte eficiente

Nos primeiros meses, é comum surgirem dúvidas de como fazer determinada atividade na ferramenta. Por isso, ao escolher o CRM, certifique-se de que a empresa responsável por ela conta com uma equipe de atendimento disponível para responder às questões dos clientes.

É interessante, também, que o CRM disponibilize uma central de ajuda com as respostas para perguntas frequentes e com tutoriais que auxiliem os vendedores a tirarem as dúvidas por conta própria, sem que precisem entrar em contato todas as vezes.

5. Integrações com outras ferramentas

Outro ponto que facilita a implementação do CRM é a integração com outras plataformas já usadas pelo negócio. O uso conjunto do software de vendas e de ferramentas de automação de marketing, WhatsApp, telefone e agenda do Google pode facilitar o dia a dia dos vendedores, fazendo com que se adaptem rapidamente.

Isso permite, inclusive, que eles disponham de formas integradas de entrar em contato com os clientes, telefonando, enviando e-mail e mensagens de dentro da mesma plataforma. Sem ter que alternar entre várias ferramentas, a adoção do CRM torna o dia a dia mais prático, em vez de limitar a atuação dos profissionais.

6. Registro automático de atividades

O registro automático de atividades é outra funcionalidade interessante de procurar ao escolher um CRM. As boas ferramentas registram e-mails enviados, ligações recebidas, reuniões feitas com vendedores, tudo de maneira automática.

Com base nisso, os profissionais conseguem pensar em uma abordagem de vendas personalizada conforme o perfil de cada contato e as interações que já teve com a empresa antes. Isso também reduz o trabalho manual, deixando o vendedor livre para ações mais estratégicas.

7. Geração de relatórios

A geração automática de relatórios é outra função excelente em um CRM. As melhores opções do mercado permitem visualizar o desempenho da equipe em tempo real, sem precisar coletar dados manualmente. É possível acompanhar o trabalho das equipes e vendedores por meio de relatórios visuais e simples de interpretar.

Com base nisso, a liderança consegue entender quais vendedores estão performando bem e quais estão com dificuldades, o que dá insumos para premiações e também para que o gestor auxilie o profissional que está obtendo resultados abaixo do esperado. Dessa maneira, o profissional consegue reagir antes que chegue a última semana do mês.

Afinal, qual CRM escolher? Conheça uma opção gratuita

Agora que você já sabe o que levar em conta na hora de escolher um CRM, que tal conhecer uma ferramenta que conta com todas as funcionalidades mencionadas no artigo?

É o RD Station CRM, ferramenta brasileira que já foi considerada a plataforma líder no mercado de vendas no país pela B2B Stack. A plataforma conta, inclusive, com um plano gratuito, sem limites de contatos nem de usuários, que permite gerar relatórios, fazer integrações, enviar emails e muito mais. Acesse o site, conheça os diferentes planos e crie agora a sua conta!


Veja como funciona:


Conheça o CDPV


CDPV (Centro de Desenvolvimento do Profissional de Vendas) é uma Escola de Vendas disruptiva especializada em conteúdos, convenções, treinamentos e palestras de vendas, fundada em 2003 por Diego Maia, o palestrante de vendas mais contratado do Brasil.


O CDPV é o mantenedor da Academia de Vendas, a maior comunidade de vendas e gestão de vendas do país.


Fale com nossos especialistas e saiba como podemos ajudar sua organização com treinamentos e cursos de vendas.


Você pode se interessar por este conteúdo: